quarta-feira, 8 de setembro de 2010

QUEBRA DE SIGILO E STALINISMO: A VERME MENTAL COMUNISTA QUE NÃO MORRE NO PT E NO BRASIL

Por Demetrius Farias
O PT é um partido que aprendeu que velhos discursos anacrônicos, de uma mentalidade estacionada em 1917 e morta entre 1989 e 1991, já não cabem mais no atual contexto geo-político mundial. Tanto é verdade, que a política econômica nestes oito anos de Governo Lula, virtualmente não alterou-se em nada, se comparada a política econômica adotada pelos sociais-democratas.

O Abandono de velhos clichês e fórmulas milagrosas do pensamento socialista, como a pregação da moratória, estatizações, anti-americanismo gratuito, reforma agrária, etc., foram a melhor coisa que o governo e o PT fizeram, em termos de afirmação política e metodologia, provando que se não toda, mas parte da cúpula abriu os olhos para entender que o neo-liberalismo (sem fazer nenhum juízo de valor) e o capitalismo pós-moderno estão aí para ficar.
Nós, evangélicos, inclusive nem deveríamos pleitear uma mudança nestes sistemas econômicos e políticas nas relações de mercado, sabendo que são estes mesmos sistemas que, mesmo bons ou não, são parte do pano de fundo do Governo Mundial. Devemos sim, buscar a melhoria de vida da sociedade e reivindicar a justiça para todos os homens, mas a Igreja jamais poderá evitar que forças poderosas ajam nos bastidores para que o mundo caminhe em direção ao que conhecemos como Nova Ordem.
Como não sabemos quando isso irá acontecer, cabe a nós a denúncia constante do erro, do pecado, da amoralidade na política e das injustiças sociais, sem contudo, observar os tempos e épocas, trabalhando como se fôssemos viver aqui para sempre. Na mesma medida que não podemos abraçar a teologia da prosperidade, achado que Deus vai no abençoar a todos com muito dinheiro para gastar aqui nesta Terra, durante toda a vida e a vida de nossos filhos e netos, também não podemos pensar que nossa estada aqui ainda será longa e com perspectivas de mais um século ou mais.
Tendo em vista esta introdução, pensem agora na nossa tarefa, enquanto aqui permanecemos como brasileiros e habitantes deste imenso país. Estamos vivendo mais um momento de importante decisão nacional: Quem vamos colocar para morar no Palácio do Planalto?
O problema é que o Brasil está hipnotizado com um governo que a oito anos vem tratando o povo como mendigos, ou seja, dando tudo na mão com programas assistencialistas, e falsas promessas de um desastre nacional caso o PT deixe o poder nas mãos dos opositores. Infelizmente, nosso eleitorado é desmemoriado e sem lembranças daquilo que foi tenebroso no passado recente e protagonizado pelos políticos da grande estrela vermelha. Ninguém lembra do Mensalão, e passaram a acreditar que o Lula não sabia de nada, ou que o mesmo nunca existiu (vai ver que por isso o Lula dá a mão pro Ahmadinejad, que gosta de dizer que alguns fatos históricos nunca existiram); ninguém lembra do José Dirceu, e todo mundo já sabe que existe a possibilidade dele voltar no governo da Dilma, assim como meia-dúzia da cafajestada do Partido dos Trabalhadores e aliados; ninguém lembra do Francenildo, o caseiro que delatou o então Ministro da Fazenda, Antônio Palocci, cujo nome Lula dizia que entregava um cheque em branco na mão; ninguém lembra dos escândalos envolvendo o PT, de forma escancarada e a vista de todos, e agora esta última: A quebra de Sigilo Fiscal de pessoas ligadas ao PSDB e ao José Serra, presidenciável nestas eleições de 2010, e impetrada, por comprovada participação, por membros do PT, efetivos ou não. Dizer que a cúpula nada tem haver com isso, é atentar contra a inteligência do Brasileiro. Mas como o brasileiro é burro mesmo, então a tática de desviar a atenção e mentir dá certo.
Eu não sou eleitor de Serra, mas este episódio só reforça o meus asco pelo PT e pela sua candidata. Acusar a oposição de tentar criar factóides contra o PT e a campanha de Dilma é uma coisa que só funciona aqui no Brasil, que aliás, tem a Polícia Federal, a Receita e o Ministério Público como serviçais da máquina petista. Factóides foram o suficiente para derrubar Richard Nixon do poder, em 1974, com o escândalo Watergate, manchando o Partido Republicano e a Casa Branca.
Os factóides, bem montados e com fontes fidedignas como no Caso Watergate, foram provas suficientes para derrubar o 37º Presidente Americano, porque razão, então, aqui no Brasil isso é relegado ao lugar de material espúrio? O PT só sabe trabalhar com mentiras, e é mestre em escamotear a verdade. Estando no Poder, usa de meios stalinistas, usa da máquina do Estado, para calar a boca de cidadãos e acobertar suas imundícies.
Querem processar o PSDB e a Serra, por calúnia e difamação como tática desesperada para subir nas pesquisas eleitorais. Pode até ser que o PSDB esteja mesmo usado o caso para tentar melhorar a sua imagem e promover o seu candidato, mas o fato não isenta a situação de estar até o fio do cabelo envolvida em mais um escândalo.
"Ah, mas o caso aconteceu não foi agora. A Dilma nem candidata era ainda!" Como se nós fôssemos idiotas e acreditássemos que o PT e Lula já não vinha trabalhando a sucessão dele por Dilma desde 2008. Dilma já era candidata a muito mais tempo e só fizeram formalizar isso neste ano de 2010. Lula voava com Dilma para cima e para baixo, inaugurando tudo que era obra e levando-a para tudo que era discurso. Querem me enganar???
Agora o PT resolveu virar os canhões contra o Pr. Paschoal, da PIB de Curitiba. Se o PT não soubesse que o voto dos protestante é capaz de eleger um presidente, não teriam feito nada contra o amado irmão. Mas como ele teve coragem de denunciar o PT e sua agenda pró-aborto e pró-homossexualismo, alertando aos fiéis de sua igraja contra o perigo de votar em candidatos do partido de Lula, eles estão a caça do valente pastor, e provavelmente vão fazer o possível para calar mais esta voz. Para o PT, o Estado Democrático de Direito é só mais um discurso em sua falácia socialista, todavia quando os cidadãos usam de seus direitos adquiridos e inalienáveis para protestar, estes canalhas usam de todos os meios legais e ilegais para amordaçar quem eles querem e entendam que seja uma ameaça para eles. Corja! Bandidos e ladrões, Vendilhões da democracia e parasitas do poder!
Querem nos empurrar uma mentirosa e assaltante de banco para representar o nosso país no exterior e ser a nossa maior mandatária, e pensam que tem apóio total do Brasil. Não tem não!
Cabe a Igreja Brasileira e ao Povo Brasileiro usar de suas maiores armas contra este governo corrupto e totalitário de esquerda: a Voz e o Voto.
Só lamento que os pobres apolitizados, vendidos a qualquer sacola de rancho e a promessas vagabundas, são em número maior do que a classe mais esclarecida do país, sendo facilmente arregimentados as fileiras dos que votarão no continuísmo imposto pelo torneiro mecânico alcunhado de molusco marinho aparentado do polvo, e aterrorizados pela falácia de que um novo governo de centro-direita vai acabar com o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida.

Deixo aqui, para finalizar, a crítica de Arnaldo Jabor, sobre o fato e a mentalidade do PT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...