sexta-feira, 4 de novembro de 2011

LULA E O CÂNCER

Ele precisa de Deus e de nossas orações!
Por Demetrius Farias

A internet realmente aceita tudo! Nela você pode encontrar a mais sublime poesia escrita por um blogueiro amador, até a mais baixa pornografia feita por empresários do mercado do sexo. Nela temos as melhores frases e pensamentos e também as mais baixas imprecações e maldições que um ser humano pode dizer - ou escrever.

No caso do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, a coisa segue o mesmo padrão. Ao passo que sites, rede sociais e e-mails se proliferam ao ex-presidente com toda sorte de palavras de conforto, solidariedade e respeito pelo recente diagnóstico de câncer na laringe, também se pode ler as piores maldades em uma hora como esta. Assim como existem milhares e milhares de manifestações de apoio a saúde de Lula e desejo de pronta recuperação, por meio do tratamento iniciado, também encontramos igual número de pessoas desejando a morte do coitado, que o câncer piore, que "todo castigo para ele é pouco", que ele devia morrer esperando na fila do SUS (Embora eu entenda que ele deveria se trarar pelo SUS mesmo, como resultado de uma política pública eficiente quanto a saúde no Brasil, coisa que não ocorreu em oito anos de governo. Daí ele procurar tratamento particular. Afinal, quem se arrisca?), que ele deveria morrer à mingua, etc.

Em momentos como este é que nos revoltamos contra esta multidão de pessoas com espíritos de porcos, gente má e de índole perversa, que despeja toda a sua podridão sob a sombra do anonimato. Entendo que todo cristão verdadeiro, petista ou não, fã de Lula ou não, deveria dobrar os joelhos e orar pela vida e a saúde deste homem, além de estander a mão solidária para a sua esposa, que deve estar passando por uma de suas maiores aflições.

Minha avó materna teve câncer, e eu sei como é sofrido para o doente e a família lidar com este problema, principalmente a minha mãe e meus tios, que acompanharam tudo de perto. Embora não tenha sido o câncer que a levou para junto de Nosso Senhor Jesus Cristo diretamente, o tratamento a deixou muito debilitada, ficando suscetível a outros males, como foi o caso. Minha avó morreu em paz, Graças a Deus, e hoje sei que minha esperança em Cristo é que eu poderei revê-la novamente, na Glória com o Senhor.

Minha preocupação quanto ao câncer de Lula é que esta mesma esperança eu não tenho quanto a ele. Lula é alguém necessitado de salvação e arrependimento tanto quanto cada um de nós. E até o momento, pelo que sabemos, ele é um ímpio vivendo a sua vida em dar muita atenção para Deus.

Mas esta situação em que Lula se encontra me remete a um fato recente. Quem lembra desta publicação que eu postei alguns meses atrás? Veja aqui: http://darthmetrius.blogspot.com/2011/07/lula-chama-de-bobagem-declaracao-de.html
Pois é! Esta foi a primeira coisa que veio na minha mente quando eu soube que Lula havia sido diagnosticado com câncer, mesmo que eu nunca tivesse desejado o mal a ele, muito menos me alegrado com a triste notícia.

Todos o conhecem pelos seus discursos de improviso e pelas suas desastrosas declarações a imprensa nacional e internacional. Mas muitos cristãos brasileiros lembram dele, em alguns casos, por suas blasfêmias contra Jesus Cristo. Quem não lembra da declaração infeliz que suscitou a ira da CNBB e de alguns setores evangélicos do país, quando Lula declarou para a Folha de S. Paulo:
"Se Jesus Cristo viesse para cá e Judas tivesse a votação que teve um partido qualquer, Jesus Cristo teria que chamá-lo para fazer coalizão, porque essa é a composição de forças que tem no Congresso."
Sua falta de temor é algo notório e irritante, mas o que esperar de um político ateu-católico e de esquerda? Na ocasião, não poderíamos esperar nenhuma pérola teológica de louvor a Deus vinda de sua boca, embora ele tenha capacidade de fazê-lo.

A mais recente "besteira" saída dos lábios dele foi a seguinte:
"Bobagem, essa coisa que inventaram que os pobres vão ganhar o reino dos céus. Nós queremos o reino agora, aqui na Terra. Para nós inventaram um slogan que tudo tá no futuro. É mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha do que um rico ir para o céu . O rico já está no céu, aqui. Porque um cara que levanta de manhã todo o dia, come do bom e do melhor, viaja para onde quer, janta do bom e do melhor, passeia, esse já está no céu. Agora o coitado que levanta de manhã, de sol a sol, no cabo de uma enxada, não tem uma maquininha para trabalhar, tem que cavar cada covinha, colocar lá e pisar com pé, depois não tem água para irrigar, quando ele colhe não tem preço. Esse vai pro inferno." - referindo-se ao Sermão do Monte.
Esta infeliz declaração foi feita em um discurso em Salvador, Bahia, em um auditório de um hotel, para uma platéia de pequenos agricultores que ficaram maravilhados e em delírio. Desta vez, a CNBB pouco disse. A reação maior veio por parte dos protestantes, que não pouparam repreenções. Eu mesmo fiz a minha que pode ser lida no link lá em cima.

Na ocasião, eu escrevi ao Lula - embora saiba que até hoje ele nunca leu isso - que ele deveria se reservar a política, e deixar a interpretação dos textos bíblicos e das palavras dos semões de Jesus para os teólogos de verdade. Também citei alguns exemplos de pessoas que abriram a boca para blasfemar e que pagaram com a língua. Hoje, eu poderia dizer que quase vaticinei o câncer que acometeu ao ex-presidente.

Entendam. Nunca desejei ou desejo o mal de Lula. Pelo contrário. A ele as minhas orações para que a sua saúde seja recuperada e sua família seja aliviada deste momento de sofrimento e incerteza. Devemos lembrar sempre da passagem bíblica que diz:
"Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito." I Timóteo 2: 1, 2
Muito embora o texto não proiba a crítica e a oposição política às autoridades, ela nos proíbe a negligência da oração e súplica por nossos governantes e autoridades. Ainda mais, nos veta qualquer intenção de desejar o mal a qualquer um deles, sua morte ou doença.Todavia, é impressionante como a advertência feita por mim e por outros cristãos quanto a boca temerária do ex-presidente, hoje parece tomar forma e ganhar vida.

Particularmente eu sou da seguinte postura: Este câncer pode não ser nenhuma sentença divina contra Lula. Cabe o questionamento sincero. Seria um castigo divino o tal câncer? Pode ser que sim, pode ser que não! Com as probabilidades, podemos jogar com 50% para cada lado.

Fato é que:

1. Lula agiu mal em muitos casos, e foi um político demagogo, com possíveis ligações em graves escândalos no governo. Existem fortes razões para que ele estivesse até o pescoço afundado no esquema do Mensalão, para citar um só dos problemas;
2. É amigo e admirador do trabalho de Hugo Chaves e Fidel. Passou a mão na cabeça de Cesare Battisti, um assassino condenado, e Mahmud Ahmadinejad, um louco que sonha com o fim de Israel e nega o Holocausto;
3. Sua política social e de direitos humanos sempre foi abertamente a favor do aborto e da promoção da Agenda Gay;
4. Emburreceu o país, deu pão e circo e colocou quase todo mundo no SPC e no SERASA.
Estes fatos, por si só, não justificam o câncer e nem mesmo as declarações estúpidas por ele faladas, mas o inverso também pode ser verdadeiro. Não duvido nada de que Deus pode vingar sua santidade afrontada, mas também temos que admitir que o câncer de Lula pode não ter nada a ver com o "peso da Mão de Deus". Como eu disse: Pode ser que sim, e pode ser que não.

Várias pessoas más e perversas pelo mundo cometem os piores crimes e atrocidades, viveram (ou vivem) até uma velhice avançada e morreram sem nunca ter tido um "castigo" pelo que fizeram, ainda em vida. Por outro lado, pessoas "inocentes" são acometidas das piores desgraças que podem afligir a um ser humano, sem que consigamos encontrar uma razão lógica e aceitável para o triste fim, restando-nos a revolta.

A história bíblica é cheia de relatos de intervenções divinas na humanidade e sobre pessoas específicas, quanto as consequencias do pecado e a desobediência as leis de Deus. Podemos citar os vários exemplos do povo hebreu, que por sua idolatria e murmuração, sofreram várias vezes a retribuição por suas más ações. Também podemos citar o caso de Herodes Agripa I (Atos dos Apóstolos, capítulo 12), que morreu de uma violenta verminose infligida por um anjo, que o matou rapidamente, por ter recebido a adoração dos cidadãos de Tiro e Sidom.

Na nossa história contemporânea, não foram poucas as celebridades e pessoas de importância que zombaram de Deus para o grande público e depois se viram diante da morte em circunstâncias que soaram como um "basta" da parte de Deus. Seguindo a sentença contida na Carta de Paulo aos Gálatas, capítulo 6, versículo 7, podemos citar alguns casos:

1. Em 1966, John Lennon deu uma entrevista para o London Evening Standard, em que disse:
"O Cristianismo vai desaparecer. Vai diminuir e encolher. (...) Nós, Beatles, somos mais populares do que Jesus neste momento. Não sei qual vai desaparecer primeiro - o rock and roll ou o Cristianismo. Cristo não era mau, mas os seus discípulos eram obtusos e vulgares. É a distorção deles, que estraga o Cristianismo para mim."
 Naquele mesmo ano, ele tentou remendar o mal dito da seguinte forma:
"Se tivesse dito que a televisão era mais popular do que Jesus, ninguém teria ligado (Jura?*).[...] Não sou anti-Deus, anti-Cristo ou anti-religião. [...] Não estou dizendo que sejamos melhores ou maiores, ou a comparar-nos a Jesus Cristo como pessoa ou Deus ou seja o que for. Disse o que disse e estava errado - ou fui interpretado erroneamente."
As duas declarações provocaram a indignação de católicos e protestantes pela Europa e América. John não havia refletido, imaginado que isso traria prejuizos sérios para a banda, que em várias rádios pelo mundo, suas músicas deixaram de ser tocadas. Discos foram queimados em praça pública. As duas declarações foram extremamente infelizes e a segunda não convenceu a ninguém. Pelo contrário, somente reforçou o fato de que alguns já suspeitavam. John Lennon era um ateu, ou um anti-cristão, confuso e inseguro. Sua vida após o sucesso só confirmava as suposições, e a sua apologia ao uso da maconha repercutiu ainda mais. John Lennon morreu com quatro tiros disparados por um fã desequilibrado.

2. Trancredo Neves, durante as Diretas Já e o Colégio Eleitoral para as eleições do novo Presidente da República, em 1985, também disse bobagem. Na ocasião, ele precisava de apoio dentro do Colégio Eleitoral para poder conseguir a vitória. Ele disse, certa feita, que se tivesse apenas 500 votos do seu partido, a eleição estava garantida. Então, declarou:
"Nem Deus o tiraria da presidência da república."
No final, ele foi eleito, mas não tomou posse. Em 14 de março de 1985, com fortes dores abdominais, que já vinham se arrastando a dias, Tancredo Neves foi internado às pressas no Hospital de Base de Brasília. Sofreu sete cirurgias e devido as más condições do Hospital de Base, contraiu uma infecção generalizada que não pode ser combatida. Dentro dele, havia um tumor benigno, mas que apressou a sua ida para o túmulo.

3. Um dos casos mais icônicos é o famoso Diretor Chefe de construção naval da Empresa Harland and Wolff (sediada em Belfast, Irlanda), Thomas Andrews Jr. Ele foi o projetista do malfadado navio RMS Titanic, que afundou em 15 de abril de 1912, no meio do gelado Atlântico Norte (Jack que o diga!). O projeto era chefiado por Andrews para a empresa White Star Line, que contratou o estaleiro Harland and Wolff. Andrews e os demais executivos diziam que o navio era inafundável, e em certa ocasião, Andrews declarou para uma reporter britânica:
"Nem Deus afundará meu navio".
Embora relatos da época digam que ele foi um herói dentro do navio, salvando o máximo de pessoas possíveis nos botes, seu corpo nunca foi encontrado, e ele sempre é lembrado por essa oração infeliz.

Para citar mais alguns homens e mulheres que blasfemaram contra Deus, ou desdenharam de sua santidade e poder, cito ainda: Marilyn Monroe, que foi visitada por ninguém menos que Billy Graham, ouviu o Evangelho e ao final disse: "Eu não preciso do seu Jesus." Ela morreu de overdose de barbitúricos dias depois. Em 1979, Bon Scote, covalista do AC/DC, cantava "Highway to Hell". Morreu drogado, embreagado e asfixiado com o próprio vômito. Cazuza, que em um show no Canecão, Rio de Janeiro, deu uma tragada em um cigarro de maconha, ofereceu a fumaça para Deus: "Essa daí é para o Senhor." Preciso dizer em que situação ele morreu?

E para terminar, o filósofo iluminista francês, Voltaire, que por várias vezes foi impiedoso com o cristianismo, se definia como um deísta, mas na verdade era um ateu, se doía ao ver que a distribuição de Bíblias na França estava crescendo. Em sua casa, certa vez ele escreveu:
"[...]Num espaço de cem anos (com o desenvolvimento das ciências) não haveria nenhuma Bíblia na terra senão nas prateleiras, vitrinas e amostras de museus, para ser investigada (procurada) por algum curioso em antiguidades, passando à história".
O famoso filósofo zombeteiro, em 1778 veio a falecer em avançada velhice na sua casa, em Paris. Alguns dizem que ele morreu em agonia. As causas nunca foram reveladas, mas conta-se que sua enfermeira particular disse: "Por todo o dinheiro da Europa, não quero mais ver um incrédulo morrer!", pois este estava em desespero.

No fim das contas, a Bíblia ainda está de pé, e Voltaire passou à História. Ironia da história ou não, a sua casa em París foi comprada pela Sociedade Bíblica de Genebra, cinquenta anos depois da sua insidiosa declaração, transformando-a em uma imprensa bíblica, depósito e centro de distribuição de bíblias para toda a França. Anos depois, a mesma casa se tornou a sede da filial parisiense da Sociedade Britânica e Internacional, responsável por distribuir Bíblias por toda a Europa. Após 206 anos da morte do filósofo, em 1983, o então presidente americano, Ronald Reagan, declarou aquele ano em "O Ano da Bíblia".

Voltaire morreu idoso e disse, como também escreveu, muitas tolices contra Deus e contra a Bíblia, durante toda a sua vida como pensador. Alguns poderiam retrucar que nada de desastroso aconteceu com ele, salvo as histórias sem provas de seus instantes finais no leito. Porém está claro que Deus não deixa barato. Sua justiça é pronta, mesmo que pareça demorada. No final, castigo maior tem todo homem perdido e sem Deus, o Inferno, que penso eu, seja a retribuição justa a cada homem que se volta contra o seu criador. Mortes, tragédias, doenças malignas, etc... Nem sempre estas coisas serão respostas de Deus contra quem lhe profere injúrias. Eu poderia citar muitos outros exemplos históricos, mas nem mesmo as coincidências aparentes podem provar que todas elas tem uma relação de causa-efeito. Porém só me restam duas coisas finais:
"Passará o céu e a terra, mas as Minhas palavras jamais passarão" (Jesus Cristo, Mateus 24:35).

"Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará." (Apóstolo Paulo, Gálatas 6:7).
No mínimo, posso dizer: Lula abusou do álcool e do fumo. Colheu um câncer na laringe.

Que Deus tenha misericórdia no ex-presidente Lula e sua família, que lhe dê saúde e pronta recuperação no tratamento que ele está se submetendo. Que Deus dê sabedoria aos médicos para conduzirem o tratamento da melhor forma possível, e que Lula possa ser objeto do milagre. Em Nome de Jesus Cristo. Amém!
_______________________________
* Comentário do autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...