segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

VALDOMIRO SANTIAGO LABORA EM ERRO

Por Demetrius Farias
"Muita gente pela tradição da religião, não entende a historia de Jesus. Alguns falam de natal, mas ninguém sabe o dia exato em que Jesus Cristo nasceu. Segundo que Jesus já existia muito antes de tudo. Ele é a imagem do Deus invisível, a encarnação do verbo. Mas ele não é sempiterno, é eterno. O pai que é Deus é sempiterno, aquele que antes dele nunca existiu como ele, nem existirá depois dele, sempre existiu e sempre existirá. A primeira obra dele foi Jesus Cristo, não a partir de Maria, que foi obra do Espirito Santo para ser feito carne, antes ele já existia. “Façamos” é no plural, porque Jesus estava com Ele e a palavra que lemos confirma." (Site da Igreja Mundial do Poder de Deus)
É isto mesmo que você leu, amiguinho. Valdomiro Santiago disse que Jesus foi criado e que ele não é sempiterno. Apenas eterno.

A vontade que dá, é de sacar o sabre de luz e passar queimando na boca, mas isso é muito Dark Side. Vou me conter. Fato é que ele, o dito "apóstolo", como diria Martinho Lutero (que os anjos lhe poupem de contar mais uma destas tristes notícias), labora em erro.

A heresia de Valdomiro não é nova. A afirmação de que Jesus Cristo não existia antes da Criação, sendo criado pelo Pai, para depois conjuntamente realizar a obra da Criação, é uma falácia antiga rebatida pelos primeiros Pais da Igreja. Valdomiro demonstrou crer na heresia conhecida como ARIANISMO.

O Arianismo foi uma heresia pregada pelo presbítero Ário, um professor de teologia em Alexandria, Egito. Sua doutrina sobre a Trindade dizia que:

1. Não existe consubstancialidade entre Jesus e o Pai, que os igualasse como Deus;
2. Jesus seria a primeira das criaturas, perfeita e sublime;
3. Jesus é subordinado a Deus, e não o próprio Deus;
4. Deus seria um grande e eterno mistério, velado em si mesmo, e que nenhuma criatura conseguiria revelá-lo, visto que Ele não pode revelar a si mesmo.
5. Cristo se diferenciava do Deus Pai em substância;

Esta heresia foi rebatida por Atanásio, bispo de Alexandria, que fez a defesa da teologia tradicional sobre a natureza de Cristo e sua relação com o Pai. O Arianismo foi condenado em 325 no 1º Concílio de Niceia. Do Arianismo, surgiram muitas outras heresias semelhantes, existindo hoje semi-arianismos e outras correntes paralelas, como vistas na teologia dos mórmons, testemunhas de Jeová, e unitarianos.

Quero acreditar que Valdomiro Santiago prega esta heresia por pura ignorância, tendo em vista que a leitura e o estudo acurado e adequado da Escritura Sagrada e da Teologia não é uma prática notória da sua "igreja" e de seus "pastores", bem como em outras igrejas neo-pentecostais, como a IURD.

De qualquer forma, Valdomiro comete um teológico gritante, falhando teologicamente em um ponto central da mensagem do Evangelho, o que compromete muito a sua doutrina e confiabilidade como pastor. caso ele continue a errar neste ponto, sendo confirmado pela boca dos seus líderes como doutrina da Igreja Mundial, fica configurada a instituição de uma seita herética.

Faço coro com o Pr. Renato Vargens quando, sobre este assunto, diz:
"Isto, posto, afirmo sem titubeios que da mesma forma que a igreja ao longo da história combateu heresias deste nipe,  precisamos renegar em nossos dias ataques a divindade do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo." (Renato Vargens)

Respondeu-lhe Jesus: Há tanto tempo que estou convosco, e ainda não me conheces, Felipe? Quem me viu a mim, viu o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?João 14:9

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...