terça-feira, 13 de março de 2012

RESPOSTA AO PADRE PAULO RICARDO JR. - PARTE 1

Por Demetrius Farias

Que os sacerdotes romanos conheciam a Bíblia, mas faziam questão de não ensinar a sua verdadeira mensagem para os fiéis da "santa sé", isso era uma coisa que eu sempre acreditei. Entretanto, depois de assistir a um vídeo polêmico e desagradável, de uma ministração do padre Paulo Ricardo de Azevedo Jr. (Cuiabá/MT), agora tenho plena certeza disto. Na melhor das hipóteses, o mínimo que se espera, é ficar provado por outro de que o referido padre na verdade nem conhece a Bíblia como deveria, daí a base - ou a falta de uma - para suas alegações.

Antes de passar o sabre de luz neste coitado, vou contextualizar as pessoas sobre o acontecido.

Por volta do dia 16 de fevereiro, foi divulgado em alguns sites de notícias cristãos em que o referido padre, membro da Arquidiocese de Cuiabá, em uma mensagem em vídeo postada no site Youtube, chama os protestantes de otários e orgulhosos, por não aceitarem a mediação de Maria e dos demais santos católicos. O padre, que apresenta um programa semanal na Rede Canção Nova de Televisão, causou muita polêmica em sua ministração, que ridicularizou e ofendeu a muita gente. Ele fala sobre Maria e enumera as virtudes de Maria como "intercessora" diante de Deus. Aproveitando o tema, de forma desnecessária e leviana, critica os cristãos protestantes por estes não aceitarem intermediários (Maria, os santos, o claro da igreja, etc.) diante de Deus.

Segundo ele:
“E porque eu preciso dela, e porque não posso ir direto pra Deus, padre Paulo? Pare de ser orgulho criatura, por que você tem que ir direto? Isso é um negócio assim, o princípio protestante é um princípio orgulhoso. (...) Existe protestante humilde, mas não existe protestantismo humilde. O protestantismo é orgulhoso..."
Exaltando o Catolicismo, o padre afirma que:
“A minha religião não é orgulhosa… A minha religião... ela é humilde, ela me ensina a humildade. A minha religião me ensina a me inclinar na frente de um pecador, que é outro padre, que é o meu bispo, e beijar a mão daquele pecador, e acreditar que aquela mão é instrumento de santificação... e que pode ser sinal da mão chagada do ressuscitado”.
O ataque aos evangélicos faz uso de ofensa leve, é bom que se diga, mas cheia de sarcasmo e ironiza a própria Bíblia e a pregação protestante:
“O principio protestante é orgulhoso, é soberbo... O princípio protestante é: ‘eu não preciso de ninguém, eu vou pra Deus direto'. (...) E se Deus quer que você use os outros, as criaturas humanas frágeis, o que você faz, otário?”
Em seguida ele afirma que os protestantes repetem, babam e bufam ao argumentarem a mediação de Jesus Cristo como única e suficiente. Neste ponto da sua ministração, ele começa a tirar gargalhadas e aplausos do povo que assiste a sua lastimável pregação.

Assistam ao vídeo:

RESPOSTA AO PADRE PAULO RICARDO

Vamos as respostas ao tal padre sabichão de Bíblia, que se dividirá em três postagens (acompanhem). Peço aos leitores que leiam as três parte para no fim fazerem seus comentários.

Para começar, eu gostaria de citar alguns textos bíblicos para que fique claro, de uma vez por todas, que a idolatria e a veneração de santos é um pecado prescrito e cuja condenação por parte de Deus é certa:

1. O Senhor proíbe a adoração (ou veneração, que é a mesma coisa), de outros deuses e ídolos. Proíbe também que sejam feitas imagens de escultura destes ídolos e nos adverte quanto a esta prática. Este princípio também se aplica aos santos católicos e a Maria -  que lá do céu, nada sabe do que se passa aqui na Terra.

"Então falou Deus todas estas palavras, dizendo:
Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
Não terás outros deuses diante de mim.
Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus,  sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta  geração daqueles que me odeiam." Êxodo 20:1-5 (confira Deuteronômio 5: 6-9)
2.  No Salmo 115: 1-9, lemos:

"Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade.
Por que perguntariam as nações: Onde está o seu Deus?
Mas o nosso Deus está nos céus; ele faz tudo o que lhe apraz.
Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos do homem.
Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem;
têm ouvidos, mas não ouvem; têm nariz, mas não cheiram;
têm mãos, mas não apalpam; têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta.
Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam.
Confia, ó Israel, no Senhor; ele é seu auxílio e seu escudo." (confira Isaías 40: 18-20)
Neste passagem, o salmista mostra claramente a loucura que é crer que um ídolo pode ser um deus. O ídolo é morto e nada faz ou sabe, e tornam-se iguais a eles os que os servem e creem nele.

3.  Deus mesmo condena os cultos em que os ídolos são levados em procissão, costume antigo e que vemos até hoje no catolicismo popular e folclórico, admitido pelo clero romano (Isaías 45: 20, nas versões RA, RC e NTLH):

"Congregai-vos e vinde; chegai-vos todos juntos, vós que escapastes das nações; nada sabem os que carregam o lenho das suas imagens de escultura e fazem súplicas a um deus que não pode salvar." (RA)

"Congregai-vos e vinde; chegai-vos juntos, vós que escapastes das nações; nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar." (RC)

"O SENHOR Deus diz: “Venham e ajuntem-se, todos os povos que escaparam com vida, e apresentem-se no tribunal. Não sabem nada as pessoas que oram a deuses que não podem salvá-las, pessoas que fazem procissões, carregando as suas imagens de madeira." (NTLH)

4. Deus mesmo não divide sua glória com ninguém, nem mesmo com os anjos e os santos que estão com ele. Nem mesmo Maria, que apesar de receber grande destaque e respeito na Bíblia, não é - e nem deve ser - objeto de culto e veneração ao lado de Deus:
"Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura." (Isaías 42: 8)
5.  No Novo Testamento temos muitas outras recomendações quanto a idolatria e veneração de imagens de ídolos. João adverte que nos guardemos dos ídolos (I Jo. 5: 21); o apóstolo Pedro e os presbíteros do Primeiro Concílio da Igreja dão a recomendação de se abster dos ídolos (Atos 15: 20, 29; 21: 25); Paulo nos orienta a não nos tornarmos idólatras, ensina que os idólatras não tem herança no Reino de Deus, e que devemos fugir da idolatria, (I Co. 10: 7; Ef. 5: 5; I Co. 10: 14).

Com base nestes textos e na doutrina completa exposta na Escritura Sagrada, podemos partir para o primeiro questionamento.

Muitos católicos acham que os protestantes odeiam Maria, os Apóstolos e a maioria dos santos da igreja romana (diga-se também da Igreja Ortodoxa). Isso não é verdade. Maria tem menção honrosa e lugar de destaque nas igrejas protestante, mas a ela jamais dirigimos orações e rezas, não fazemos imagens suas, ou a entitulamos com atributos que são conferidos apenas a Deus (ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo). Da mesma forma, os apóstolos e alguns dos santos católicos são reconhecidos nas igrejas protestantes como figuras honradas e de grande testemunho que fé, mas sem receber o mesmo tratamento que lhes é dado na Igreja Católica.

É curioso, entretanto, que no romanismo os santos e Maria passem a receber atributos divinos   - como a onisciência, onipotência e onipresença - após a sua morte e tenham sido canonizados pelo papado. Muitos dos santos, mesmo antes de se tornarem santos, já são alvo da idolatria popular, com a permissão da igreja católica. Exemplos disso são: frei Galvão (santo em 2003), a irmã Dulce (beatificada em 2008) e santa Paulina (2003). Estes recebem orações, rezas e pedidos dos mais diversos por parte dos católicos. Até padre Cícero, em Juazeiro do Norte, Ceará, que nunca foi declarado santo, é venerado e idolatrado pelo povo, com incentivo da igreja católica, que fomenta, juntamente com o comércio local, a ignorância do povo humilde.

Negar a idolatria dos santos é uma mentira propagada pelo clero romano,  que pode estimula os fiéis em sua devoção a aqueles. Uma vez que os santos canonizados, proclamados assim  depois que são comprovados milagres atribuídos a eles, fica patente a instituição de um novo panteão. Mesmo que se negue isso, afirmando-se que é Deus quem responde e concede as graças suplicadas, o meio foi o santo e não Deus propriamente, que "recebeu" as súplicas e orações.

Com o intuito de driblar a sentença de condenação divina imposta pela Palavra de Deus, a igreja católica lança mão de um artifício teológico e malabarismo semântico para enganar os fiéis. Dizem ( e vivem a repetir, não é, padre Paulo?) - a falácia romana de que os evangélicos não consideram a diferença entre venerar e adorar. Ainda em falácia, se argumenta que as missas, novenas, reuniões, etc. são de adoração somente a Deus, mas que prestam veneração aos santos e a Maria, suas imagens e relíquias. Afirmam eles que o bom católico venera os santos, não as suas imagens, mas sim o que elas significam (como retratos, fotografias ou bustos de um herói nacional). Dizem que não adoram a imagem, mas se lembram com amor da pessoa representada e a veneram.

Este argumento é antigo e sempre foi usado por idólatras. O paganismo antigo, quando confrontado pelo cristianismo, sempre alegou que não prestava culto as imagens de seus deuses, mas que adoravam a entidade por ela representada. Este mesmo argumento é usado pelos budistas, que dizem não terem um deus, mas mesmo assim veneram a Buda como se ele o fosse. O jainismo também faz a mesma coisa, o antigo politeísmo greco-romano e tantas outras religiões e seitas. Atualmente, a seita oriental "Igreja Messiânica" (que até tem um templo vizinho da minha casa), quando se refere ao amuleto que representa a "Luz Divina", argumentam com uma máxima já conhecida:
“...NÃO PRESTAMOS CULTO À IMAGEM DA LUZ DIVINA, MAS A DEUS, ATRAVÉS DESSA IMAGEM. SUA LUZ ALI SE FOCALIZA E SE INTENSIFICA CADA VEZ QUE ORAMOS PERANTE ELA...”
Bem. Isso é uma armadilha para pegar trouxas. Vamos ver?

É comum a apologia católica de que veneração e adoração são coisas diferentes. Mas a verdade é que isto não passa de uma mentira, um malabarismo semântico e uma distorção. Os dicionários de teologia católica trazem o conceito de "latria" como sinônimo de adoração a Deus, enquanto as palavras "dulia" e "hiperdulia" para a veneração aos santos e a Virgem Maria, respectivamente. Ora. Em bom português, qualquer dicionário atual traz as palavras "adoração" e "veneração" como sinônimas.

No conceituado Dicionário Houaiss, os verbetes "Veneração" e "Venerar", vêm com as seguintes definições:
"s.f. (1529) 1. Ato ou efeito de venerar. 2. Respeito inspirado pela dignidade, talento, poder, etc. de alguém ou algo; admiração, consideração, reverência. 3.  Sentimento de amor devotado, adoração. 4. Homenagem ou culto respeitoso prestado às divindades e coisas sagradas."
"v. (1572) 1. Dedicar reverente respeito e deferência a, ter grande consideração por; reverenciar. 2. Render culto a; cultuar, adorar. 3. Ter em grande consideração ou estima; respeitar, acatar."
Sobre "Adoração" e "Adorar", traz:
"s.f. (sXV) 1. Ato ou efeito de adorar. 2. Veneração, culto que se rende a (alguém ou algo) que se considera uma divindade. (...) 4. Quadro ou imagem religiosa que representa os reis magos venerando o nascimento de Jesus Cristo. 5. Amor excessivo; veneração, idolatria, paixão."
"v. (sXIII) 1. Prestar culto a (divindade). 2. Ter veneração por (alguém ou algo); ter grande apreço por; reverenciar. 3. Amar(-se) de maneira extrema, apaixonada; idolatrar(-se)."
Pergunto: Os magos quando vieram ver Jesus, pela definição do dicionário, o adoraram ou o veneraram? Sim, pois, no catolicismo do padre Paulo, a cena dos magos adorando o Menino Jesus é chamada de Veneração dos Reis Magos. Como se explica a veneração aqui, se Jesus é objeto de ADORAÇÃO?

Como, então, se fundamenta o argumento de que veneração e adoração são coisas distintas e direcionadas a entes distintos? Em que passagem da Escritura Sagrada, se lê claramente, ou se subentende teologicamente, a diferenciação sistemática e doutrinária para "latria" e dulia"? Resposta: não existe. Isso é uma teologia católica, extra-bíblica, que tenta justificar o injustificável.

Engraçado que a versão católica da Bíblia (versão Ave Maria), traz a seguinte tradução de Atos 19: 27:
"Daí não somente há perigo de que essa nossa corporação caia em descrédito, como também que o templo da grande Ártemis (Diana) seja desconsiderado, e até mesmo seja despojada de sua majestade aquela que toda a Ásia e o mundo inteiro adoram." (grifo meu)
A também versão católica, muito respeitada entre os protestantes, a Bíblia de Jerusalém, trouxe o mesmo versículo traduzido com o verbo "veneram" no lugar de "adoram", tanto na versão em português como na versão em inglês. Pergunto ao padre Paulo e aos católicos: A deusa Diana dos Efésios era "adorada" ou era "venerada"? Se, por acaso, os pagãos da antiguidade forem acusados de idolatria pelos católicos hoje, com base em que versão das Bíblias Católicas, vocês sustentam esta acusação? É obvio que fica difícil a um apologista católico negar o sinônimo dos termos.

A dulia e a hiperdulia são definidas pelos teólogos romanos como "adorações relativas", e não a adoração propriamente dita, em uma tentativa de escapar do pecado da idolatria. A adoração relativa é a veneração, distinta da adoração absoluta, acreditam. Agora, lembrando do caso de Pedro e Cornélio, registrado em Atos 10, Cornélio apesar de não ter sido convertido ainda, não era um ignorante ao ponto de não saber o que era uma adoração verdadeira a Yahweh e uma veneração ao apóstolo Pedro. No entanto, ao chegar Pedro em sua casa, Cornélio se ajoelha diante dele e o venera. Pedro (dito primeiro Papa e infalível), rejeita aquele ato e levanta Cornélio do chão dizendo: "Levanta-te, que eu também sou homem". Pedro poderia, naquele momento, receber esta veneração, mas não o admitiu, pois sabia que aquele ato era oferecido apenas a Deus. Pedro poderia ter aceito e sancionado aquela "dulia" que recebera, que através de si, chegaria a Deus? Poderia, mas jamais o faria. Se o fizesse, estaria incorrendo em grave pecado. O mesmo pecado de Herodes Antipas, que morreu por aceitar-se como um ser divino e receber adoração do povo (Atos 12:21,22).

O frei Basílio Röwer, autor do Dicionário Litúrgico (1947), na página 15, falando sobre adoração, escreve: “A ADORAÇÃO DOS SANTOS E DE SUAS RELÍQUIAS E IMAGENS CHAMA-SE GERALMENTE VENERAÇÃO.” E a veneração dos santos e de Maria são chamados de "dulia". Então temos uma grave contradição no argumento, não temos? O fato é que em nenhuma passagem bíblica, tanto no Antigo como no Novo Testamento, temos base para dizer que a veneração é diferente da adoração.

Padre Paulo Ricardo, agora me diga:

O senhor começa (neste vídeo) com uma aberração teológica estranha ao Cristianismo Original e a Sagrada Escritura, qual seja:
"... Ela (Maria) é totalmente humilde nas mão de Deus. Ela é tão maleável a Deus, ela é tão humilde, ela é tão dócil às mãos, que ela só fará comigo aquilo que Deus quer... Ela só irá modelar em mim o que Deus quer, ela só irá fazer em mim o que Deus quer, porque ela é totalmente serva, ela é dócil..."  (grifo meu)

De onde o senhor tirou que os mortos podem mediar, atuar poderosamente, ouvir e atender a súplica dos vivos? De onde, em toda a Escritura Sagrada, está escrito o ensino de que Maria pode atuar e influenciar na vida dos seres humanos? Onde a Bíblia diz que Maria pode fazer alguma coisa por mim e em mim, estando ela lá no céu, alheia a tudo o que acontece aqui na Terra?

Que ela tenha sido humilde, maleável, dócil a Deus, disso eu não tenho dúvidas. Mas será que ela é onisciente, onipotente e onipresente para fazer algo pelos homens? De qual passagem, ou passagens da Escritura, o senhor inferiu esta doutrina?

Deixe-me dar algumas para o senhor:
"Deus falou uma vez; duas vezes ouvi isto: que o poder pertence a Deus." Salmo 62:11

"Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento. Tanto o seu amor como o seu ódio e a sua inveja já pereceram; nem têm eles daí em diante parte para sempre em coisa alguma do que se faz debaixo do sol." Eclesiastes 9:5-6

"Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos consultará os mortos?" Isaías 8:19b 

Não cabe mais citar outros tantos textos bíblicos que condenam a idolatria, a confecção de imagens e a oração dirigida a quem já morreu e não tem mais influência direta ou indireta sobre o que acontece neste planeta, sob o risco (já visível) de me tornar mais prolixo. Porém, se tem alguém que está capacitado e gabaritado para realizar qualquer ação ou obra na alma humana, este alguém é o Senhor Jesus Cristo, a Ele seja dada a Glória.

Ele é o único que pode realizar, fazer, moldar qualquer coisa em mim. A Ele, Jesus Cristo, seja  o Totus Tuus (Latim. Moto de consagração de João Paulo II à Virgem Maria quando de sua ordenação como Papa. Significa: "Sou todo teu, Maria.") em nossos corações, pois não dá para fazer isso com mais ninguém. O apóstolo Paulo expõe isto: "tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus"  (Filipenses 1:6). O próprio Deus em pessoa é quem realiza todas as coisas em nós, sem a ação de outros intermediários (mortos). Somente Cristo, o Filho de Deus, é quem intercede por nós e opera por nós e em nós.
"Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Disse-lhes, pois, Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho de si mesmo nada pode fazer, senão o que vir o Pai fazer; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. Porque o Pai ama ao Filho, e mostra-lhe tudo o que ele mesmo faz; e maiores obras do que estas lhe mostrará, para que vos maravilheis. Pois, assim como o Pai levanta os mortos e lhes dá vida, assim também o Filho dá vida a quem ele quer." (João 5:17,19-21)
Fato é que a idolatria que existe no coração do senhor, padre Paulo, chegou a tal ponto, que lhe cegou completamente para o que diz a própria Escritura Sagrada, fazendo com que até mesmo você deboche das palavras do apóstolo Paulo em sua carta ao pastor Timóteo.

Mas a Bíblia já previa isso antes de seu nascimento, seja lá onde tenha sido, padre. O salmo 115 é claro ao afirmar que os que adoram e fazem imagens e cultuam ídolos acabam se tornando tão obtusos e mortos espiritualmente quanto os ídolos de madeira e pedra que adoram.


LINKS SOBRE O CASO:

9 comentários:

  1. Já vi blogs melhores, com melhores argumentos, este apenas repetiu a mesma historia de sempre...um discurso protestante, e hipocrita.
    - Veneração e adoração são a mesma coisa?, troca de dicionario ou refaz o teu curso de teologia.
    - Santos são deuses? só se for na igreja evangelica, porque na igreja católica, eles apenas pessoas que souberam fazer a vontade de Deus, e nos mostram que é possivel seguir os preceitos de DEUS.
    - Maria tem menção honrosa na igreja evangelica? essa é nova porque os pastores que eu ouvir falar de Maria, chamaram de prostituta, uma mulherzinha qualquer... essa é a menção honrosa? Davi que cometeu pecado em se deitar com a mulher de Urias, é tratato com mais honra dentro da igreja evangelica do que a Mãe do Salvador.
    - Santo com atributos de onisciencia, onipresença?... essa é nova...fala ai essa foi da tua cabeça ne? porque vc foi o primeiro que eu ouvir falar isso.
    ....Estuda um pouco mais e depois posta algo mais criativo...porque seu discurso nós já conhecemos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. venerar
      Significado de Venerar

      v.t. Render culto a; reverenciar: venerar os santos.
      Ter em grande consideração; respeitar, acatar: venerar os pais.
      Sinônimos de Venerar

      Sinônimo de venerar: cultuar e idolatrar
      fonte: http://www.dicio.com.br/venerar/
      se vc nao for cego vera que Demetrius eh psicologo nao teologo. Ja comecou errado em seu texto.
      Nao sei se mentiram pra ti ou se tu fabrica mentiras pq nunca vi nenhum pastor falar que maria era prostituta(eu axo que vc confundiu com a maria que foi prostituta, a madalena - demonstra-se que vc nao tem conhecimento de nada da biblia).
      E maria tem importancia sim, mas em seu devido lugar como a propria biblia a coloca:

      João 2,Versiculo 1 ao 5

      E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.

      E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas.

      E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse( ela disse para jesus - para vc entender,pq sua interpretacao eh pessima): Não têm vinho.

      *grifo meu

      Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo?(Isto é,coloca-te no teu lugar,farei qnd for o tempo de Deus)Ainda não é chegada a minha hora.
      *grifo meu

      Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. (Maria entendeu aqui,que ela era uma mera mortal e que seu tempo como mae com autoridade perante jesus acabara,ela entendeu, aparentemente vc nao)
      *grifo meu

      Entao va vc estudar e dizer que maria mae de jesus eh prostituta(que deslize da sua parte)

      Excluir
    2. Concordo com Jhonatas e Demetrius, acho que precisa ler a bíblia, conhecer e entender. Maria foi uma mulher de Deus, a mãe de Jesus.
      A própria bíblia relata que Davi era um homem segundo o coração de DEUS.
      Eles foram pessoas abençoadas sim, e até hoje admiráveis. Porém como todo ser humano, não são cabíveis a adoração.

      Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6.

      Ao comentarmos algo, devemos ter base para nossos conceitos.
      1. Ataque pessoal é a arma dos que não tem argumentos.

      Excluir
    3. Leia a bíblia!!leia pelo menos o novo testamento e depois fale alguma coisa. Esses seus argumentos são fruto do que vc entende como verdade, é a sua noção de justiça,e em Jeremias é dito que a nossa justiça é trapo deimundícia, mas quem é cristão tem morrer para si, é nova criatura,nega a própria natureza e repete em sua vida o caráter de Cristo, sabe argumentar com serenidade e mansidão, assim como Jesus. Tudo que foi falado foi para responder, biblicamente, o que o padre disse,de maneira ofensiva, e se vc já ouviu algum pastor falando mal de Maria ore por ele, peça a Deus que dê o verdadeiro entendimento das escrituras e ore por vcs também que certamente vivem em estado de cegueira espiritual. Rm 1,18.

      Excluir
  2. 1. Ataque pessoal é a arma dos que não tem argumentos.
    2. Você só repetiu, o que eu denunciei. Não traz nada de novo que comprove que o romanismo não é idólatra.
    3. Você mente ao dizer que pastores chamam Maria de prostituta ou mulherzinha qualquer. Prove isso!!!
    4. Se seus santos te ouvem, então vocês creem que eles têm poderes divinos. Pense um pouco, e a conclusão lógica é esta.

    Quem tem que estudar um pouco é você. Não sou eu. Prove pela Escritura e por argumentos que você está certo e eu errado.

    Ataque pessoal ao meu blog, como eu disse, é a arma dos que não tem argumentos. E isso você não tem. Só repetiu o que eu denunciei.

    paz!!!

    ResponderExcluir
  3. Fala serio pq sempre vcs evangélicos tem que querer argumenta coisas sobre os católicos , vivem a fé de vcs e parem de querer falar das nossas simples, vcs vivem falando dos catolicos e quando o padre faz um pequeno argumento vcs se doem e ficam criticando e pecando com plasfemia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem não aguenta receber críticas sabe que está errado. Parece que não suportam debate teológico?!?!!?!?! Apologética é isso: Confronto de idéias. Faça um contraditório e mostre que eu estou errado.

      Excluir
  4. é notório a ignorancia em que se encontram esses romanos que nem argumentar sabem, vão estudar pelo menos a Bíblia!

    ResponderExcluir
  5. maria encolheu-se e disse aos criados façam o que ele disser porque eu nada mando ..

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...