terça-feira, 26 de janeiro de 2010

QUEM DISSE MESMO QUE O HAITI É AQUI?

Centro comercial de Port-au-Prince, capital do Haiti.

Por Demetrius Farias

Levando-se em conta que Caetano Veloso cantou esta palavras, "O Haiti é aqui.", e sabendo que ao compor a canção, ele pensava na política e na forma como o poder conduzia a nação de forma autoritária e endurecida, temos que concordar já que também compunha e cantava lembrando da ditadura do haitiano François Duvalier, o famoso Papa Doc e do seu filho Jean-Claude, o Baby Doc, que recentemente governaram o Haiti., comparando com nosso governo. Diga-se de passagem que a pobreza atual do país, antes mesmo dos terremotos de Janeiro, é fruto da Era Duvalier.

Contudo, ao ver a pobreza do Brasil e a miséria do Haiti, questiono a atual paixão pelo Haiti, no que se refere a música de Caetano. Muita gente, aliás, toma-lhe emprestado a letra da música e continuam dizendo que o Haiti é aqui. Nem mesmo o autor da canção teve a pretensão de dizer isso, tanto que a canção termina com: "O Haiti é aqui. O Haiti não é aqui."

Para se ter uma ideia de que o Haiti realmente não é aqui, tirando o fato que o país é muito bonito, em termos de belezas e riquezas naturais, vejam só isso:

Estas são crianças que vivem em extrema pobreza e trabalhando junto com os adultos para poder sobreviver, ou no comércio ou no trabalho caseiro.

Ao passar pelo Caribe, o Katrina devastou a região, antes de chegar ao litoral sul dos Estados Unidos. Esta é uma casa humilde, para ser bondoso, que sofreu com as inundações. Mesmo hoje, no sul e sudeste do Brasil, com as chuvas e alagações, os pobres brasileiros tem casas melhores que esta. Mesmo durante o regime militar, a pobreza brasileira via uma cena como esta em situações mais afastadas dos grandes centros e demais cidades, salvo as periferias. No Haiti, todas as cidades parecem periferias.
Aqui você pode ver o Bas-Ravine, um bairro na cidade de Cap Haitien, no norte do país. É um bairro popular. O curioso sobre Cap Haitien é que a cidade é o destino de férias caribenhas para os ricos, que vivem lado à lado com a pobreza.

O transporte público no Haiti. Esta foto é na cidade de Port-Salut. A forte e rica cultura haitiana, de influência africana e francesa gera estas obras de arte que compensam a qualidade do serviço oferecido. Apesar do transporte público brasileiro, em geral, ser um mal serviço, ainda assim é incomparável. Ao menos os carros poderiam ser pintados do mesmo modo.



Infelizmente a Internet não me ajuda. Eu tentei mostrar imagens do Haiti anteriores aos terremotos, para que ninguém me acusasse de estar exagerando, mas atualmente o Google está repleto de cenas da tragédia. É só escrever "Haiti" e..., voilà. Só vem mais pobreza e miséria, somada a tragédia natural.

Que cenas como estas podem ser vistas no Brasil é um fato, mas uma nação inteira viver nestas condições é um evento histórico-social tremendo. Mas não é novidade, convivemos com a África a tantos anos que nem ligamos mais. O Haiti é o país mais pobre da América, sua população é analfabeta (45,2%), a expectativa de vida é de 60 anos, a renda per capita do país é de apenas 1/3 da renda da Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, e o total da população que vive abaixo da linha de pobreza é de 80%.

Será que é preciso um desastre atingir um país como esse para que o mundo olhe para os pobres? Aí eu pergunto: Vocês tem certeza que o Haiti é aqui?
A verdade é que temos que dar Graças a Deus pelo país que temos, apesar de todas as suas dificuldades e de nosso próprios pobres e miseráveis, das quais devemos especial atenção.

Para não dizer que estou inventando, comparem com o Brasil:



1. Na foto a esquerda você vê um dos distritos residenciais da capital. Ela é igual a uma favela brasileira. A direita você vê já citada favela carioca, Rocinha. Notem que praticamente são irmãs. Mas a diferença é que uma é realmente uma favela, e a outra é considerada um bairro residencial da capital haitiana. Sentiu o drama? Agora você lembra da favela de Bas-Ravine, em Cap Haitien? Compare.





2. Lembra do ônibus coletivo em Port-Salut? Compare com um dos piores ônibus do Brasil, que no caso é aqui é um coletivo sucateado que atende a cidade de Manaus, onde moro. Veja a foto à direita:








3. Lembram da primeira foto desta postagem? O centro comercial de Port-au-Prince? Busquei na Internet algo semelhante no Brasil. As mesmas características: Muita gente, trânsito ruim, muita bagunça, etc. Daí olha só um exemplo, a 25 de Março em São Paulo:
É necessário comentar a discrepância? Ao contrário do que pensa nosso intelectual Presidente da República, as imagens falam por si. Mas há quem diga: "Você quer comparar São Paulo a Port-au-Prince? Ok! Vamos voltar a Manaus, no Amazonas, em 1977, na Avenida Eduardo Ribeiro, que é um caos. Aliás, sempre foi:
Mesmo naquela época, ainda parece mais civilizada do que a capital do Haiti.



4. Vamos ver nossos pobres agora?
Estes, à sua direita, são alguns dos muitos favelados do nosso país. Eles representam cerca de 18% da população do brasileira. São desempregados ou trabalham informalmente, vivem em condições difíceis e muitas vezes, pais de família e demais membros do grupo familiar, para sobreviver, tem de cometer crimes. Uma triste realidade que é apontada como uma das mais altas do mundo. Mas para quem acha que o Haiti é aqui, imagine estes 18% de miseráveis brasileiros se tornarem em 80%. Imaginem o Brasil com estes números referentes a desemprego e pobreza. Este é o Haiti. Os da foto ainda tem a calçada da rua pra morar. E aquelas crianças e aquela senhora das fotos lá no começo da postagem? Elas são exemplos da esmagadora maioria do povo haitiano. Você ainda acha que o Haiti é aqui?

Caetano criticou o governo e o país, com poesia e conhecimento de causa. Ao falar do Haiti e do Brasil, ele falava do descaso do governo federal, falava da miséria do Brasil, e da ditadura. Mas muitos dos que hoje reproduzem as palavras de Caetano, parecem desconhecer a realidade.
Saibam de uma coisa: Realmente, o Haiti não é aqui.
Quem disse mesmo que o Haiti é aqui?
Graças a Deus, apesar de todos os nossos problemas, pelo Brasil!
Orem pelo Haiti, e ajudem o Haiti!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...