sábado, 16 de janeiro de 2010

PULSEIRAS DO SEXO E DA DISCORDIA


Este artigo eu tirei do site do Conexão Teen, da Igreja Batista da Comunhão, em Maceió/AL.
É de assustar ao ver esse tipo de "modinha"entre os adolescentes de hoje. Na melhor das hipóteses, isso vai passar com o tempo, mas deixando um rastro de filhos sem pais, mães solteiras, gravidez na adolescência, AIDS, entre outras ziriguidáias que acometem os órgãos sexuais destes néscios pubescentes.

O pior é que tudo isso é fruto da atual liberação sexual pregada por nossa sociedade corrupta e imoral. Vejam os filhos morais do Cazuzismo do Sétimo Dia. Depois não digam que eu estava errado.

----------------------------------------------------------------------------------

Adereço, com conotação sexual, virou febre
entre os adolescentes, mas preocupa os pais

Os mais atentos já notaram que os adolescentes incrementaram o visual com mais alguns itens. À primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos das crianças parece inocente. Mas na realidade, elas são um código para experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até o sexo propriamente dito.
As pulseirinhas de silicone, agora promovidas “a pulseira do sexo”, geraram o maior burburinho desde que começaram a aparecer. Alguns nem imaginam do que se trata. A moda iniciada na Inglaterra, se disseminou pelo mundo, principalmente via internet e é febre também dentro das escolas.
Quem usa está automaticamente participando de um tipo de jogo (o Snap), que funciona assim: uns tentam arrebentar a pulseira do outro. Aquele que consegue ganha o direito ao “ato” ao qual a cor da pulseira corresponde (confira na tabela). As prendas vão desde um carinho até uma atividade sexual.
Os pais, que pensam que as pulseiras são apenas um item de moda, já ligaram o sinal de alerta. E muitos ficam chocados quando descobrem que a pulseira usada pelo filho serve para esse tipo de “brincadeira”. “Quantas mães não sabem do significado dessas ‘inocentes’ pulseirinhas e estão deixando as filhas e filhos usarem? Os pais precisam tomar uma atitude”, desabafou mãe de um adolescente de 12 anos que usa várias pulseiras.
A psicóloga Adriana Müller acredita que, para os pais, o melhor nessas horas é um diálogo franco com os filhos, explicando a eles os perigos associados a essa brincadeira “inocente”. “Eles devem comparar esse problema com os valores defendidos pela família, para os filhos saberem quão distantes eles são e criar limites para eles”, aconselha.



DEPOIMENTOS
IVANILDO BONA
RETIFICADOR
Influência ruim
· “Soube da pulseira e pesquisei. Acho que é coisa de adolescente mesmo, uma forma que descobriram de brincar de sexo. Mas é ruim. Minha filha tem só 8 anos e não sabia o que significavam, mas conversamos e ela parou de usar”.
N.M.
MÃE DE UM ADOLESCENTE
Horrorizada
· “Essas pulseiras são uma febre entre os adolescentes. Soube esses dias e fiquei horrorizada. Meu filho de 12 anos usava. Perguntei se ele sabia para que serviam e ele disse que representava o tipo de ato sexual que estaria disposto a fazer”.


SAIBA MAIS
Código das cores
· Amarela: Abraço
· Rosa: Mostrar o peito
· Laranja: Dentadinha de amor
· Roxa: Beijo com a língua e talvez sexo
· Verde: Chupões no pescoço
· Vermelha: Fazer uma lap dance
· Rosa: Sexo oral a ser praticado pelo rapaz
· Branca: A menina escolhe o que preferir
· Azul: Sexo oral a ser praticado pela menina
· Preta: Fazer sexo com o rapaz que arrebentar a pulseira

· Dourada: Fazer todos citados acima



Como funciona o jogo
· Quem usa a pulseira está automaticamente participando de um tipo de jogo (o Snap). Uns tentam arrebentar a pulseira do outro, aquele que conseguir, ganha o direito ao “ato”, ao qual a cor da pulseira corresponde, que vai de um abraço ao sexo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...