sexta-feira, 27 de abril de 2012

O DIABO DE OLHO EM TIM TEBOW

Tim Tebow (24), atual quarterback do New York Jets

Quaterback cristão mais famoso do mundo é alvo de piriguetes internacionais e de proposta em dinheiro para quem conseguir corromper seus valores


Por Demetrius Farias

Leonardo Sacco, da redação da coluna esportiva do Yahoo Brasil, publicou o artigo "A Virgindade de US$ 1 Milhão do futebol americano". Neste material, ele começa com a seguinte pergunta:
"O que você acharia de ser um dos atletas mais queridos de seu país, ter um salário que te garanta uma vida bastante tranquila e ainda ter algumas das maiores gatas da região loucas para... tirar sua virgindade?"
Atualmente esta pergunta geraria muitas respostas. Em sua maioria os rapazes (e algumas moças) desejariam esta vida de fama, prêmios, futilidades, esbanjamento, sexo, luxúria e festas. Para muitos de nossos jovens, este seria um ideal de vida entre os 18 e 30 anos de idade, quando o dinheiro, mulheres lindas e o sexo passam a ser coisas desejáveis, principalmente se as condições são favoráveis. Mas a realidade não é assim para todos. Muitos apenas sonham com estas coisas, se a sua vida for difícil e tenha que trabalhar muito para ganhar a vida.

Mas mesmo entre o ideal e o real, o que se manifesta em tudo isso é a formação dos valores morais de nossa sociedade moderna - e isto é comum a todos os homens. Abraham Lincoln disse uma vez: "Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder." A Bíblia também afirma categoricamente: "Não há justo, nem um sequer" - Romanos 3: 10 com Salmo 14; 2, 3. A verdade é que nossos jovens aprenderam tantas inversões de valores, por meio dos próprios pais (a geração perdida dos anos 60, 70 e 80), da TV, revistas e jornais, por meio dos ditos grandes "formadores de opinião", e de todos aqueles que abriram mão da fé cristã em prol de uma vida baseada em uma "fantasia de liberdade", que mesmo os menos abastados se permitem a pecados comuns a ricos e pobres.

No que pese esta realidade, um fato é inegável. Desde a antiguidade o homem não mudou nada em sua essência. Ele ainda continua mal e perverso, e mesmo aqueles que se consideram bons, se dadas as condições, podem "cair do céu como demônios". Mesmo o jovem mais sofrido e que seja obrigado a trabalhar muito para ajudar os pais no sustento de casa, poderá vir a ser alguém que esqueça de sua origem e condição, se lhe for dada a oportunidade de viajar o mundo inteiro, ter todas as mulheres que desejar, se divertir de todas as maneiras que quiser e ter uma conta bancária com um saldo de US$ 10 milhões para gastar livremente. Mas é verdade também que mesmo alguém desfavorecido, com R$ 50,00 no bolso, poderá sair com sua nova namorada para o cinema e, naquele escuro e no escondido das poltronas, desvirginar a moça por puro prazer egoísta, em nome da liberdade. O pecado não faz distinção de classe social, mas é bem mais fácil cair de peito aberto na "gandaia" quando se tem muito na carteira e no cartão de crédito.

Mas esta é a regra geral daqueles que vivem fora da graça de Deus e do perdão conquistado por Cristo na cruz. Dizem que toda exceção confirma a sua regra, e  as muitas exceções semelhantes podem formar uma nova regra. Uma destas exceções do mundo e pérola nas mãos de Deus é o jovem Tim Tebow.  Filho de missionários batistas, Timothy Richard Tebow nasceu nas Filipinas, sendo um milagre de Deus para seus pais, Robert e Pamela. Pamela, durante a gravidez, sofreu uma infecção grave por ameba e chegou a entrar em coma. Por causa das drogas para tratar da disenteria e o coma da mãe, Tebow sofreu um grave deslocamento de placenta. Os médicos diziam que ele teria grandes chances de nascer morto e recomendaram o aborto. Todavia, livre do coma, a mãe de Tebow decidiu não fazer o aborto. Posteriormente os Tebow foram morar em Jacksonville (Flórida). Em 2006, Tim Tebow recebeu uma bolsa de estudos para jogar futebol americano no time universitário dos Florida Gators Football. Como ele era muito bom jogador e devido ao destaque que obteve, foi contratado pelo Denver Broncos no 2010 NFL Draft. Em março deste ano, Tim assinou contrato com o New York Jets.

Tim Tebow não é famoso apenas por ser excelente jogador com recordes batidos e destaques, mas ele se tornou um dos esportistas mais queridos dos EUA por ser carismático, um cristão confesso e praticante, e por ter admitido que era ainda era virgem, ao responder uma pergunta em uma coletiva de imprensa que gerou muita polêmica e críticas contra o repórter que questionou Tim sobre a sua vida sexual.

Tim Tebow, um verdadeiro convertido ao Senhor Jesus, sabe como investir seu tempo e dinheiro. Ele viaja, sempre que pode, em missões para as Filipinas, ajudando o trabalho de seu pai naquele país. Faz pregações e palestras em igrejas, escolas, grupos de jovens, etc. Prega em presídios e sustenta 40 missionários nas Filipinas. Em 2010 ele ajudou a criar a Fundação Tim Tebow para ajudar crianças doentes e com câncer e há planos para a construção de um hospital.

Se a fama e o dinheiro não conseguiram corromper o coração e a fé de Tim Tebow, parece que algumas pessoas - usadas por Satanás - passaram a utilizar o sexo para ver se conseguem derrubar o rapaz e transformá-lo em (no mínimo) mais um "mais um na multidão". Quantos não tripudiariam da fé do rapaz se ele caísse?

A primeira a tentar Tim foi a Coelhinha da Playboy, Heather Knox, que se ofereceu para tirar a virgindade do então quaterback do Denver Broncos. Ela declarou em uma entrevista:
"Só ouvi falar dele recentemente. Eu sei que ele é bonito, foi a primeira coisa que eu reparei. Aí ouvi falar de toda a coisa da religião e das orações, e ontem eu soube que ele ainda pode ser virgem, e isso é excitante e um pouco proibido." (Fonte: Snap)
Depois vieram os pais da cantora pop Katy Perry, para empurrar a filha nos braços do jogador. Sinceramente, eu achei isto ridículo! Katy Perry está desviada do evangelho a alguns anos e tem usado sua carreira para, em alguns momentos, debochar da fé dos pais e do cristianismo. Embora a sua atitude não se justifique, ela tem uma explicação bastante interessante. Os pais de Katy eram hippies quando jovens, e depois se converteram em uma igreja pentecostal no interior dos EUA. De "paz e amor" eles foram parar em um outro extremo, criando a garota cheia de proibições e demonizações de coisas. Resultado?: Ela decidiu sair de casa e viver sua vida, longe dos pais pastores.

Recentemente os pais birutas de Katy Perry declararam que "faziam muito gosto" que sua filha (igualmente biruta) iniciasse um namoro "sério" com Tim Tebow. O objetivo era para curar as "feridas" da filha, resultado da tumultuada separação dela com o ex-marido, Russell Brand, que era piadista quanto a fé do pais da cantora. Além disso, parece que, por ser um cristão praticante, Tebow poderia ajudar a filha do casal a voltar para o "aprisco", e abandonar de vez "la vida loca".

Outras candidatas, mais inocentes e menos escandalosas já foram suspeitas de serem o par do jogador, como a esquiadora Lindsey Vonn e a atriz e cantora Taylor Swift (todas em, em algum momento, demonstraram interesse em Tim), mas cujos os rumores foram desmentidos. Tudo pode ser apenas fruto da atual "Tebowmania" entre os entusiastas de futebol americano e o público em geral. Mas mesmo assim, o cara parece que é "duro na queda". 

Candidatas de alcoviteiros de plantão não seria o problema, embora um relacionamento com tais moças representasse um risco real para a saúde espiritual dele. Mas a maior ameaça veio recentemente. O site canadense AshleyMadison.com, especializado em promover encontros amorosos para pessoas casadas que queiram ter um caso discreto fora do casamento, ofereceu um prêmio de US$ 1,9 Milhão para a mulher que conseguir comprovar que transou com Tim Tebow. O enviado do inferno, Noel Birdman, presidente da nefasta empresa, disse que tudo visa apenas buscar um caminho mais saudável para a vida do quarterback:
"Esporte e sexo andam lado a lado, se Tebow ainda não conheceu uma garota, recomendo que faça isso o mais rápido possível. (...) Ele precisa aproveitar sua juventude e sua fama".
Espero em Deus que o jovem Tim Tebow continue se mantendo firme na fé e no seu testemunho pessoal, pois é cada dia mais claro que o diabo está jogando pesado contra a vida deste bravo atleta. Não faltam pessoas para difamar o nome dele, dizendo que ele tem casos aqui e ali, ou que ele estaria namorando tal celebridade ou não, e agora, um site destruidor de lares promove o sarcasmo e o deboche da fé e a conduta de Tebow. Somente um homem perverso como Noel Birdman acharia que está fazendo "um bem" para quem quer que seja. Que a Graça de Deus dê força para o nosso guerreiro, suportar com altivez esta onda de pessoas tentando colocar pedras no caminho deste quarterback que corre para o touchdown no céu.

DEIXEM O CARA!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...