sábado, 10 de julho de 2010

STAR WARS: THE CLONE WARS - A CRONOLOGIA DA SÉRIE


Por Darth Metrius
A alguns meses eu havia postado no fórum do Portal Universo Star Wars, um tópico para debates sobre a Linha do Tempo e a datação para os eventos em The Clone Wars, a série em computação gráfica, distribuida pela Warner Brothers. O tópico foi pouco debatido, muito embora o tema seja muito discutido em outras comunidades na internet. Então, ao contrário de perguntar sobre qual é a opinião dos fãs, e por ainda não ter escrito quase nada sobre The Clone Wars, resolvi revisitar este tema na minha coluna e expor minha opinião pessoal e os argumentos que entendo sejam indícios para uma datação mais apurada.

Segundo o que sabemos, Dave Filone, diretor e supervisor da atual série televisiva Star Wars: The Clone Wars, a conhecida série em computação gráfica (CG), é alguém que leva bastante a sério a continuidade do projeto com o Universo Expandido, sendo bem versado. Entretanto, não é mais novidade para nenhum dos fãs da saga que a nova série está apresentando uma quantidade cada vez maior de inconsistências com a Linha do Tempo do Universo Star Wars. Davi procurou várias vezes a George Lucas para tratar de alguns problemas de continuidade, principalmente com relação aos personagens principais, tendo este a liberdade, inclusive, de fazer algumas intervenções nos roteiros. Mas mesmo as intervenções de Lucas não impediram que muitos erros e contradições fossem detectadas pelos fãs e pelos escritores das HQs da Dark Horse, que mesmo consultados, não puderam ajudar em tudo. Tal situação obrigou a se repensar toda a cronologia das Clone Wars, retconizando não só os fatos, mas também datas, com possibilidades de se alterar as datas de A Ameaça Fantasma e O Ataque dos Clones, ambos situados em 32 e 22 BBY respectivamente. Ninguém ainda se pronunciou oficialmente sobre a rectonização, mas é sabido que após a conclusão da última temporada, poderá ser feito os reajustes necessários.

Após os primeiros erros de continuidade, alguns chegaram a cogitar que a série animada Star Wars: Clone Wars, conhecida no Brasil como ´serie 2D, para não confundir com a nova, seria substituida pela série atual. Entretanto, George Lucas se pronunciou a respeito, e disse que The Clone Wars (CG) apenas complementará Clone Wars, mantendo as duas como canônicas.

Para os fãs mais curiosos e avidos por informação, atualmente, o site Wookiepedia (http://starwars.wikia.com) é uma rica fonte de dados e conhecimento sobre a saga, todavia, assim como acontece com o Wikipédia, está sugeito a vandalismo e impressisões, que na verdade, muitas vezes nem são propositais, mas que prejudicam as informações alí contidas e trazendo confusão a mente dos fãs. São estas falsas informações que geraram grandes discuções quanto a linha do tempo das Clone Wars, após o longa que foi aos cinemas e antecedeu a série televisiva. Os editores do site em questão foram os primeiros, embora não possa provar isso, a determinar uma datação expeculativa sobre em que ano acontece a Batalha de Christophsis, fixando o evento em 22 BBY. Mas tal data enfrenta uma série de problemas que podem ser resolvidas após o fim da série.

Mas na minha humilde análise e opinião de fã dedicado a Saga, acredito que os criadores de The Clone Wars, Clone Wars e o tio George Lucas terão a coerência em ajustar as datas e fixar a Batalha de Christophsis em não mais que 20 BBY e vou argumentar as razões para tal.
A Batalha de Christophsis marca o início de uma fase de transição entre O Ataque dos Clones e a Vingança dos Sith, a semelhança de Clone Wars, em sua segunda temporada, quando mostra que após a nomeação de Anakin como cavaleiro jedi, muito do que se via em A Vingança dos Sith já estava presente. Contudo, fora de The Clone Wars, há elementos e subsídios suficientes para se estabelecer uma datação para os eventos da série, sem comprometer a continuidade e o que já está estabelecido pelas HQs, os Filmes e a série animada anterior.

Fatos:

1. Em A Vingança dos Sith, ambientado em 19 BBY, vemos pela primeira vez o que seria um vislumbre dos posteriores destróires estelares do Império, o Destróier Estelar Classe Venator. Estas poderosas naves da Frota Republicana são vistas em toda no início do filme, a grande Batalha de Coruscant, defendendo a capital da República da invasão Separatista. Em Clone Wars, os destróires Venators aparecem pela primeira vez na Batalha de Bomis Koori IV, ocorrida em 20 BBY. Esta datação para a aparição destas naves em 20 BBY, na série Clone Wars, é fiel a HQ Star Wars: MedStar II - Jedi Healer. A razão para isso é que a referida HQ apresenta os destróieres Venator entrando em serviço na Frota da República naquele ano de 20 BBY, onde surge pela primeira vez o destróier Resolution, que escoltava uma fragata médica, Classe MedStar, e presente na Batalha de Drongar. Em The Clone Wars, entretanto, somos apresentados a Batalha de Christophsis com uma brilhante participação dos destróires Venator. Ora, se a Batalha de Christophsis apresenta estas naves, e a sua introdução se deu em 20 BBY, com batismo de fogo na Batalha de Drongar, The Clone Wars não pode se passar em 22 BBY.

2. Sobre outra nave, temos os caças V-19 Torrent. Estes caças foram introduzidos em serviço por volta de 22 BBY, tendo seus protótipos sendo testados com sucesso na Batalha de Geonosis. Ao longo da guerra, eles vão sendo substituidos gradativamente como caças padrão da República, em 20 BBY pelos ARC-170, e em 19 BBY pelos Alpha-3 Classe Nimbus V-Wing. O curioso desta história é que em The Clone Wars, na Batalha de Malastare, aparentemente é feita a aparição mais antiga do ARC-170, escoltando juntamente com os V-19 os caça-bombardeiros BTL-B Y-Wing, que lançariam a Eletro-Bomba sobre as forças separatistas e que acabou por despertar a Besta de Zillo. Não mistério que os ARC-170 não faziam parte da Frota Republicana antes de 20 BBY, sendo assim, improvável que a Batalha de Malastare tenha ocorrido em 22 BBY. Isso coloca a Série novamente em 20 BBY, mas também pode puxá-la para mais tarde ainda, em 19 BBY, meses antes do fim da guerra.

3. Muito embora o uso pelos clones da Armadura Clone Fase I esteja presente em The Clone Wars, isso não significa que os fatos retratados na série se passe em 22 BBY. A Armadura Fase I permaneceu em uso durente as a guerra durante muito tempo, sendo utilizada até 20 BBY como equipamento padrão. Neste ano, a Armadura Clone Fase II foi introduzida e teve seu batismo de fogo na Batalha de Hohoghr, quando passou o ser o equipamento padrão substituindo gradativamente a armadura Fase I até 19 BBY, quando apenas a Polícia de Coruscant a utilizava. Na segunda temporada, no capítulo 15, "Senate Murders", vemos que os senadores são apresentados ao projeto da nova armadura clone, o que dá indícios de que aquele ano se trata de 20 BBY.

4. Se a estética e visual de nosso cabelo um dia servir de evidência para um fato histórico, então para Obi-Wan Kenobi o seu estilo de corte de cabelo é uma prova pitoresca, mas bastante relevante. Se seguirmos a linha do tempo de sua biografia levando em conta os filmes e as HQs, vamos conhecer Obi-Wan Kenobi, em 32 BBY, com seu cabelo curto e trancinha, característico de todos os padawans humanos do sexo masculino. Naquele ano, com a morte de seu mestre, Obi-Wan terminar seu treinamento com Yoda e faz os teste, sendo sagrado Cavaleiro Jedi. Já em 22 BBY, pouco antes da Batalha de Geonosis, Obi-Wan apresenta um penteado novo, um cabelo comprido, liso e solto, lembrando um pouco Jesus, um estilo "mullet". Este corte de cabelo é usado por Obi-Wan pela maior parte do tempo, e isso pode ser visto tanto no Volume II da série Clone Wars, como na HQ "Dreadnaughts of Rendili", que se passa em 20 BBY. Fato é que Obi-Wan, aparece historicamente pela primeira vez com o cabelo curto, após um longo período usando o mullet, em nos últimos meses de 20 BBY para 19 BBY, período logo após ao último confronto de Anakin com Ventress em Coruscant. Em The Clone Wars, Obi-Wan já se apresenta sem mullet, o que indica que a Batalha de Christophsis se dá após a Batalha de Rendili e a Missão em Ruhe, ambas em 20 BBY. Outra curiosidade é que durante as Guerras Clônicas, Obi-Wan foi dado como morto pela República após a humilhante derrota frente aos Separatistas em Jabiim. A Segunda Batalha de Jabiim, que determinou a ocupação do sistema pelos Separatistas, se deu em 21 BBY. Ora, nesta época, Obi-Wan já era mestre jedi, membro do Conselho Jedi (em substituição de Depa Billaba, que caiu para o Lado Negro, por volta do fim de 22 BBY para o início de 21 BBY), e foi um dos comandantes da campanha em Jabiim. Nesta ocasião, sua estética capilar (risos) ainda se utilizava do mullet. Pergunto: Será que Obi-Wan gostava muito de usar Mullet e se arrependeu de ter cortado o cabelo em 22 BBY, se é que Christophsis se deu nesta data, e o cabelo voltou a crescer, para ser cortado novamente em 19 BBY, ou então The Clone Wars se passa de fato em 20 BBY, após a Batalha de Jabiim?

5. Falando em Anakin, os fatos sobre ele são a maior contradição de The Clone Wars com o restante do cânon, são os fatos mais gritante, e portanto, os que mais depõe contra a datação da série em 22 BBY, e entre elas está a cicatriz no olho direito de Anakin, que é vista de imediato em The Clone Wars. Até se chegar nela, há uma incontável série de fatos sobre o lendário jedi que antecedem The Clone Wars que fica difícil aceitar qualquer teoria que fundamente a data 22 BBY. Entre elas vou citar algumas:
a) Em 20 BBY, após a Missão em Vjun, Anakin foi sagrado Cavaleiro Jedi (outro dado capilar: ele ainda usava cabelo curto e trancinha. Risos). Ou seja: Jamais Christophsis poderia se passar em 22 BBY, se em 20 BBY ele ainda era um padawan.
b) Em The Clone Wars, Anakin é apresentado usando seu Jedi Starfighter modelo Delta-7B amarelo, caça este que só foi adotado por ele em 20 BBY. Como sabemos disso? Simples: Em 22 BBY, Anakin possuia uma versão do Delta-7 personalizado, o Azure Angel, visto em Clone Wars (2D), e Anakin era um padawan. Em 21 BBY, Anakin ainda era um padawan, e passou a usar um Delta-7 vermelho, pois o Azure Angel havia sido destruído em Yavin 4, no primeiro duelo de Anakin e Ventress. No início de 20 BBY, Anakin é feito cavaleiro e passa a experimentar um protótipo do caça Eta-2, de cor amalera (também visto em Clone Wars), mas em seguida volta a usar um Delta-7 personalizado, o Azure Angel II, de cor azul, igual ao primeiro. O Azure Angel II foi utilizado por Anakin como nave pessoal até o fim da guerra, ficando estacionado em Coruscant. Ora se na Batalha de Rendili, em 20 BBY, Anakin utilizava o Azure Angel II, então jamais podemos dizer que The Clone Wars se passa em 22 BBY, pois Anakin não mais utiliza o Azure Angel II, e sim o novo Delta-7B amarelo. Em 19 BBY, Anakin abandona o Delta-7B e volta a usar o Eta-2, que agora é oficialmente o caça jedi padrão.
c) Falando em Rendili e na Batalha ocorrida por lá, logo após este evento, Anakin se encontra com Assaj Ventress em seu último grande duelo. Eles lutam nos níveis inferiores de Coruscant. Nesta batalha de heróis, Anakin tem mais um de seus momentos dark side, antes de se tornar Darth Vader. No difícil duelo entre os dois, Anakin é ferido pelo sabre de Ventress no olho direito, deixando-lhe uma cicatriz, que é vista em A Vingança dos Sith. Este ferimento desperta tanto ódio em Anakin, que ele revida no melhor estilo Darth Vader, usando a Força para prender Ventress em cabos de força, fazendo-a ser eletrocutada por um longo tempo, enquanto fica suspensa no ar. Após a aflição imposta pelo jedi, ela despenca para os níveis inferiores toda amarrada e em agonia. Anakin a dá como morta e este é o pano de fundo para a série de HQs Obsessão. Fato: este duelo se deu logo após a Batalha de Rendili e antes da Batalha de Boz Pity, que se deu na virada de 20 para 19 BBY. Nesta época, em Boz Pity, Anakin já estava com a cicatriz no olho e pilotava os caças modelo Eta-2. Se levarmos em conta estes dados e tudo que sabemos sobre a Missão em Ruhe (onde Anakin já está ferido no olho, e a Batalha de Sarrish ocorrida em 20 BBY, onde Obi-Wan aparece sem mullet (risos), vamos conseguir entender que The Clone Wars ocorre após a Batalha de Rendili e Honoghr, e antes de Boz Pity.

De posse de todas estas datas e eventos, podemos concluir que os eventos de Christophsis, Teth, Rugosa e etc., sejam fatos ambientados no ano de 20 BBY, podendo chegar ao início de 19 BBY. Entretanto, há tantas inconscistencias e erros de continuidade em The Clone Wars que alguns fatos ficam irreconciliáveis, como por exemplo, o equipamento utilizado pela República na Batalha de Rendili, e o que se vê em The Clone Wars. É evidente, e está se mostrando realmente necessário, um grande trabalho de reajuste na cronologia de Star Wars, em parceria não só com a Lucas Films, mas com a Dark Horse e todos os demais envolvidos na produção de material relacionado a HQs, games, curtas e longas metragens. Muito embora Davi Filone se esforce em justificar os erros de continuidade contidos em The Clone Wars, se ele e George Lucas desejam que a série seja uma suplementação de Clone Wars 2D, então devem sentar e ajustar as coisas com a participação de Genndy Tartakovsky e os escritores e editores da Dark Horse, como John Ostrander, escritor de "The Dreadnaughts of Rendili". Penso que o problema se criou, tendo a estéira do sucesso de A Vingança dos Sith como caminho, pela excessiva produção de conteúdo abordando as Guerras Clônicas, inchando a linha do tempo e descrevendo tantas batalhas e eventos, que acho por demais difícil conciliá-las em apenas três anos de conflito.

Um comentário:

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...