quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

MARTA SUPLICY QUER SER RELATORA DO PLC 122

Projeto anti-“homofobia” foi arquivado no Senado, mas Suplicy quer ressuscitá-lo

Julio Severo
O arquivamento do PLC 122 no final de 2010 não me passou despercebido, mas conhecendo o PT, eu achei que era cedo demais para comemorar. Mesmo derrotada na eleição, a ex-senadora Fátima Cleide está lutando para tirar da gaveta o projeto que colocará o Brasil no mesmo nível de países em que leis anti-“homofobia” estão sendo usadas para perseguir os cristãos.
A senadora Marta Suplicy, denunciada em meu livro “O Movimento Homossexual” (publicado pela Editora Betânia em 1998) como a “rainha do movimento gay”, quer ser a relatora do PLC 122, no lugar da derrotada Fátima Cleide. Mas Suplicy terá de colher determinado número de assinaturas de senadores para desengavetar o projeto do PT.
Para ajudá-la, militantes do PT e do movimento homossexual estão preparando um documento público para entregar aos senadores.
Redes de televisão que recebem gordas propagandas de empresas estatais como a Petrobras estarão também dando sua contribuição para a campanha do PT em favor do PLC 122. Aliás, o Canal Notícias R7, do Bispo Edir Macedo e também favorecido por caras propagandas estatais, comenta: ‘O projeto de lei tenta conter o avanço dos crimes cometidos contra homossexuais. De acordo com levantamento do GGB (Grupo Gay da Bahia), 205 gays foram assassinados no Brasil só em 2010. Em 2009, foram 198, 11 a mais que em 2008’”.
O GGB é o grupo fundado por Luiz Mott, acusado de defender a pedofilia. Aliás, já são vários ativistas gays defendendo a pedofilia, mas nem PT, nem Bispo Macedo nem ninguém levanta a voz para denunciar. Veja os casos:
Os homens que praticam atos homossexuais vivem um estilo de vida de risco, se prostituindo às altas horas das madrugadas em locais perigosos, e depois ainda querem transformar pacíficos cristãos, que nada têm a ver com sua imoralidade, em culpados pelas suas escolhas imprudentes.
Nós cristãos somos tão misericordiosos e passivos que não nos importamos de sermos feitos sistematicamente de bodes expiatórios. Daí, é fácil para os ativistas gays despejarem caminhões de lixo de acusações falsas em nós. É com essas acusações, estatísticas e informações mentirosas que insanas leis são aprovadas.
As leis pró-homossexualismo na Inglaterra, aprovadas na base da mesma “honestidade”, hoje estão trazendo perseguição — somente para os cristãos. Mas os militantes gays não têm tanta sorte quando lidam com muçulmanos. Quando o ativista homossexual Peter Tatchell e um grupo de militantes gays tentaram protestar num comício de 6 mil militantes islâmicos na Inglaterra, a reação foi imediata: os muçulmanos os ameaçaram de morte. Em seguida, a polícia veio e prendeu — não os que ameaçaram os homossexuais. A polícia prendeu somente os homossexuais que perturbaram o comício islâmico!
Mesmo com leis anti-“homofobia” na Inglaterra, os muçulmanos estão tranquilos. Só os cristãos estão em apuros.

11 comentários:

  1. SOU HOMOSSEXUAL MASCULINO DESDE QUE ME ENTENDO POR GENTE NÃO SOU NEM IMPRUDENTE E NEM IMORAL PORTANTO NÃO ME JULGUE DESTA MANEIRA CARO IRMÃO.NÃO CREIO QUE MINHA CONDIÇÃO AFETIVO-SEXUAL SEJA OPCIONAL OU COMPORTAMENTAL E SIM GENÉTICA.HOMOSSEXUALIDADE NÃO É UMA PRÁTICA CRIADA POR HUMANOS POIS É SABIDO QUE EXISTE ENTRE ANIMAIS.EU NÃO ENTENDO PORQUE ALGUNS PASTORES E ALGUMAS DENOMINAÇÕES RELIGIOSAS DEFENDEM COM TANTO AFINCO QUE ESSE PROJETO DE CRIMINALIZAÇÃO DA HOMOFOBIA TENHA SUA TRAMITAÇÃO PREJUDICADA NO CONGRESSO A TROCO DE NADA.ACHO QUE ELE NÃO FERE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO RELIGIOSA POSTO QUE TODOS PODEM PREGAR SUAS CRENÇAS E SEUS DOGMAS LIVREMENTE GARANTIDO PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.OS IRMÃOS CONFUDEM CRITICAR COM DESCRIMINAR OU SEGREGAR.VÃO AOS DICIONÁRIOS POIS NÃO SÃO VERBOS QUE TENHAM A MESMA SIGNIFICAÇÃO.

    ResponderExcluir
  2. Hummm...!!! Ah, tá! Sei...!!! Então prove, de forma científica, que você nasceu gay, pois nem mesmo a psicologia, que hoje se rendeu a este discurso sem nem mesmo poder provar de forma cabal o que diz, é unânime quanto a isso. A genética não prova, a biologia não prova, a psicologia não prova e a medicina também não. Me dê o nome, o país e o resultado de uma pesquisa que fundamente seu relato. Não se pode falar de homossexualidade em animais, pois estes agem instintivamente e não realizam os mesmos processos formais de pensamento.

    Se aprovada a PLC 122, a militância gay terá um instrumento legal para calar qualquer um que diga a palavra "não" e "discordo". Pois é isto que já ocorre hoje. Homofobia virou doce na boca desta gente. Basta alguém se manifestar contra, e é julgado e condenado. Assim fizeram os nazistas na Alemanha, e da mesma forma querem impor um estilo de vida para toda uma população, sem deixar que ela diga o que pensa a respeito.
    Leia a PLC 122 primeiro e depois vamos falar de liberdade de expressão e crença. Sou contra segregar, mas criticar é um direito meu e não abro mão dele. A PLC 122 me quer tirar esse direito.

    ResponderExcluir
  3. Darth Metrius, gostaria que você assistisse esse vídeo e se possível, refutá-lo.
    http://www.youtube.com/watch?v=gIuPo8KPr7U
    Grato!

    ResponderExcluir
  4. Gostaria também que você refutasse o texto que colocarei abaixo. Como é grande, colocarei em partes.

    A VERDADE SOBRE HOMOSSEXUALIDADE NA BÍBLIA

    Gays e lésbicas enfrentam a discriminação devido às atitudes da sociedade. Infelizmente, essas atitudes são freqüentemente ensinadas pela igreja. Ainda mais triste é o fato de que a bíblia é geralmente utilizada como uma arma para "linchar" gays e lésbicas. É importante lembrar que tais atitudes causadoras de danos não reflete a postura de Cristo e a forma como Deus deseja que a Igreja seja. Também não reflete o que a Bíblia verdadeiramente diz. Essas atitudes são coisas de seres humanos imperfeitos e corruptos.

    Por fim, a fé pessoal em Cristo não deveria depender de uma particular igreja ou clero, mas ela deveria ser solidamente apoiada em Jesus Cristo. Somando-se ao ensinamento distorcido e tendencioso de alguns padres e pastores, a Escritura apresenta-se algumas vezes como um grande obstáculo para pessoas que são cristãs homossexuais.

    Estudos mais elaborados revelam que a Bíblia realmente possui boas novas para gays e lésbicas. A Bíblia não diz o que você pensa que ela diz sobre os homossexuais.

    Entenda a Bíblia de uma Nova Maneira

    Existem duas coisas importantes que você precisa ter em mente quando for ler a bíblia.

    Primeiro, você deve sempre considerar o contexto. Para entender qualquer escrito (mesmo que seja uma carta, um discurso, ou mesmo a bíblia) é necessário entender o seu cenário. Pense sobre quem está falando, para quem está sendo endereçada a fala, por que foi escrita, como era a cultura na época. No caso de escritura, o contexto social e cultural dos tempos bíblicos era muito diferente do nosso contexto atual.

    Por exemplo, quando Deus ordena para a humanidade "crescer e multiplicar", lembre-se de que, entre outras coisas, isso foi endereçado para Israel - uma pequena nação que vivia no deserto, cercada de muitos inimigos. Eles necessitavam "multiplicar" somente para sobreviver.

    Segundo, a Bíblia começou com uma tradição oral e, posteriormente, foi transcrita em línguas antigas (basicamente o hebraico no Velho Testamento e o grego no Novo Testamento) durante vários séculos. Ela foi copiada e recopiada nas línguas originais e depois traduzida em outras línguas. Qualquer pessoa que fala ou lê em mais de uma língua sabe que traduzir requer interpretação e julgamento pessoal. Mesmo com as melhores intenções, tradutores e copistas podem cometer erros.

    CONTINUA ABAIXO...

    ResponderExcluir
  5. CONTINUAÇÃO...

    A Verdade Sobre Sodoma

    A Bíblia Hebraica conta de maneira épica a saga de um povo, através dos seus muitos livros e escritos. Foi a Escritura que Jesus conheceu e estudou. Para os cristãos, continua a servir como o princípio da história da fé. O Velho Testamento contém algumas das citações mais utilizadas contra gays e lésbicas.

    Qual foi o pecado de Sodoma em Gênesis 19:1-28?

    Essa passagem é freqüentemente usada como "prova bíblica" de que Deus se desagrada com os homossexuais. Para muitas pessoas essas cidades foram destruídas porque os habitantes cometeram o "pecado do homossexualismo". Isso é interpretar mal e errado as Escrituras.

    O profeta Ezequiel, em um livro igualmente inspirado da Bíblia, conta que Deus estava desgostoso com Sodoma por outra razão. De fato, Deus a destruiu porque os somomitas eram arrogantes, opulentos e irresponsáveis e não ajudavam os pobres e necessitados. "E se ensoberbeceram, e fizeram abominação diante de mim; pelo que as tirei dali, vendo eu isto." Ou seja, cometeram idolatria. (Ezequiel 16:50). Em todas as outras citações da bíblia (e existem muitas) o condenado "pecado de Sodoma" são coisas como o orgulho e a inospitalidade. A cidade de Sodoma transgrediu a lei da hospitalidade, lei que era religiosamente observada em sua cultura.

    O uso da expressão "traze esses homens a nós, para que os conheçamos" (Gênesis 19:5) é a base da maioria das interpretação erradas. O verbo hebreu "yadha" (conhecer) utilizado aqui é encontrado 943 vezes no Velho Testamento e somente em dez casos significa relação sexual (sempre se referindo a relações heterossexuais). Mesmo que os homens de Sodoma tenham realmente tentado seduzir os anjos, a passagem serviria como uma clara condenação do estupro (certamente uma forma estremada de inospitalidade). O estupro - tanto homossexual quanto heterossexual - é que é um pecado.

    "Deus criou Adão e Eva não Adão e Pedro" é um refrão conhecido daqueles que rejeitam citações. Gênesis 1 e 2 são interpretados como condenação da homossexualidade porque ela não é citada. Esse argumento do silêncio é difícil de sustentar. Primeiro: Eva foi criada não apenas para reprodução sexual, mas também para fazer companhia (Gen. 2:18). Estar acompanhado é certamente a base da maioria das relações amorosas, tanto homossexuais quanto heterossexuais. Além disso, o texto sobre a criação e as estórias anteriores do Gênesis são uma explicação, não uma prescrição. Tomar essas estórias de maneira literal como forma de se proceder conduziria a conclusões peculiares. Por exemplo, implicaria que irmãos só poderiam casar com irmãs. Caso contrário, como poderiam os filhos de Adão e Eva terem se multiplicado? Utilizar a Escrituras dessa maneira, levanta mais questões do que responde.

    Outros textos do velho Testamento são utilizadas seletivamente para mostrar que a Bíblia condena o estilo de vida gay. Duas citações são encontradas no livro do Levítico, 18:22 e 20:13: "Com varão não te deitarás como se fosse mulher". Qualquer um que cite essa passagem como uma proibição, deveria ler o capítulo inteiro. A lei do Levítico condena carne de porco, lagosta, camarão, ostras, não cruzamento de raças de gados, e todo um elenco de outras leis, incluindo uma lei para matar todas as pessoas que cometam adultério! Por que, então, uma lei deve ser cumprida e outra, não?

    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  6. A Lei do Amor

    Qual é a mensagem fundamental da Bíblia e do Evangelho de Jesus Cristo? Como cristãos, nós acreditamos que a escritura hebraica é a revelação inspirada dos compromissos de Deus para com o seu povo. Também constitui-se em um importante estudo da história hebraica. Acima de tudo, é parte da continuação de uma história e uma promessa de redenção. Além disso, como Cristãos, nossa lei é a de Cristo e essa lei é a lei do amor. Seu fundamento é o mandamento "ame a Deus e o próximo como a si mesmo".

    Nem Jesus, nem Paulo, nem ninguém mais do Novo Testamento diz que os Cristãos estão presos às regras éticas da lei de Moisés. Paulo ensinou claramente que os Cristãos não estão mais sob a lei do Velho Testamento (Gálatas 3:23-25). Ensinou também que a velha lei é complementada em Cristo (Romanos 10:4) e que sua realização se cumpre no amor (Romanos 13:8-10, Gálatas 5:14).

    Jesus verdadeiramente lidou com a sexualidade humana de uma maneira aberta e com aceitação. Por uma lado ele afirmou as virtudes do casamento, mas por outro também declarou que o casamento não é para todas as pessoas (Mateus 19:3-12). Por fim, a Bíblia não possui registrado nenhuma palavra falada por Jesus condenando a homossexualidade.

    O Que a Bíblia Fala Sobre A Homossexualidade

    No novo testamento existem três expressões freqüentemente citadas como provas do "pecado da homossexualidade". Existem várias traduções diferentes da Bíblia e cada uma delas utiliza palavras diferentes para traduzir trechos do grego antigo. Portanto algumas palavras dependem de qual tradução se está usando. Duas palavras gregas são utilizadas por Paulo em duas passagens similares. São elas "malakos" e "arsenokoitai". Essas palavras são utilizadas em Coríntios 6:10 e em Timóteo 1:10. Traduzido ao pé da letra, "malakos" significava "suavidade" (e não efeminado!) e "arsenokoitai" significava "leito-masculino".

    Nenhuma das palavras significa "homossexual" no grego falado na época de Paulo. Infelizmente, os estudiosos da Bíblia não concordam sobre o que essas palavras realmente significavam no contexto dessas duas passagens ou para as pessoas para as quais Paulo escreveu. Há várias palavras gregas para "atividades do mesmo sexo" ou "homossexuais", mas Paulo não as empregou.

    A tradução do Rei James (Coríntios 6:10) fala em "efeminados", a Nova Internacional diz "ofensores homossexuais", a Revised Standard diz "pervertidos sexuais" e a tradução de João Ferreira de Almeida optou por "sodomitas".

    Qual versão é a mais próxima do texto original já que as palavras empregadas na época não significavam "homossexual"? É estranho que alguns pastores condenem gays, lésbicas, bissexuais, etc., quando estudiosos e diferentes traduções da bíblia nem mesmo concordam sobre o que algumas palavras verdadeiramente significam!

    A terceira passagem do Novo Testamento freqüentemente citada é Romanos 1:26-27, que diz: "Pelo que Deus os abandonou às paixões infames. Por que até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza."

    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  7. Essa passagem realmente condena pessoas que são "naturalmente" ou "constitucionalmente" homossexuais? Ela diz especificamente que heterossexuais não devem tentar tornar-se homossexuais. Ela também poderia ser entendida como querendo dizer que gays e lésbicas não devem tentar tornar-se heterossexuais. Ou seja, para o hétero é natural ter relações com pessoas do sexo oposto; e para o gay é natural ter relações com pessoas do mesmo sexo.

    John McNeill, um estudioso Católico, diz que existe ampla evidência de que, para os autores bíblicos, "perversão" era submeter à atividade homossexual aqueles que eram, por natureza, heterossexuais. Contudo, os autores desconheciam a noção de homossexualidade bem como a de heterossexualidade. Na verdade, o significado de "natureza" que eles possuíam era outro. Paulo declara, por exemplo, que cabelos cumpridos não é natural para homens (I Coríntios 11:14), pois acreditava que a "‘natureza" refletia características esperadas ou normas culturais. Não tem nada a ver com não a crença moderna em ciência universal ou "leis da natureza" biológicas, como pregam atualmente alguns pastores homofóbicos.

    "Eu sei e sou ensinado pelo Senhor Jesus que nada é impuro por si mesmo; mas é impuro para qualquer um que pense que seja impuro" (Romanos 14:14, versão "Revised Standard") ou que negue a sua importância na vida Cristã.

    Jesus Veio Para Todos

    A Bíblia tem muito para nos dizer, mas nós devemos ouvir e aprender o que ela verdadeiramente nos diz, não o que alguém nos diz que ela diz - ou seja, as pessoas que a traduziram, e as pessoas que a interpretaram. As pessoas são capazes de cometer erros e construir doutrinas que a Bíblia não ensina, mas que são aceitas por outros.

    Podemos verdadeiramente acreditar que um Cristo que pregou o amor, viveu o amor (com mulheres, estrangeiros, pecadores e marginais), que deu a sua vida na cruz para mostrar o amor de Deus para com todos pudesse nos excluir? Podemos acreditar que Ele, que reconhece a necessidade humana de amar e de expressar esse amor fisicamente, iria determinar que milhares de homossexuais vivessem no celibato, negando as particularidades de cada um, suas necessidades naturais e condenando-os à infelicidade? Certamente o Cristo de amor jamais faria tal coisa!

    Jesus morreu pelos nossas falhas, não pela nossa sexualidade. Jesus nos libertou para vivermos uma nova vida de amor em Deus. Tanto o amor heterossexual quanto o homossexual não são pecados por si só. O ato sexual torna-se um falha ética quando abusa ou violenta a outra pessoa. A relação entre dois homens ou duas mulheres pode ser uma relação de amor tanto quanto a relação entre um homem e uma mulher. Cristo morreu pelas falhas de indivíduos heterossexuais e homossexuais.

    Portanto, gays e lésbicas podem livremente vir para a Comunidade Cristã e ainda preservar a autenticidade de sua expressão sexual.

    FONTE: Fraternidade Universal das Igrejas Comunitárias Metropolitanas
    Tradução por A. J. Irish

    ResponderExcluir
  8. A verdade sobre Sodoma e Gomorra:

    http://www.gostodeler.com.br/materia/6637/o_verdadeiro_pecado_de_sodoma_e_gomorra.html

    http://www.betelrj.com/node/301

    ResponderExcluir
  9. Qual é a tradução correta de Lev 18:22?

    “Com homem não te deitarás, como se fosse mulher: é abominação.”(Bíblia de João Almeida)
    “A homossexualidade é absolutamente proibida, pois é um enorme pecado.” (Living Bible)
    “Não pratique a homossexualidade, é um enorme pecado”. (New Living Translation)
    “E com um homem não te deitarás na cama de uma mulher”[1]
    “E com um homem não te deitarás na cama de tua esposa” [2]
    “Não penetrarás um homem como nos rituais pagãos, é idolatria”.[1]
    “E não penetrarás sexualmente nem um homem, nem uma mulher para humilhá-los, é uma aberração”. [3]
    “E não penetrarás sexualmente um homem como se fosse mulher para humilhá-lo, é uma aberração.” [3]

    ResponderExcluir
  10. Os tradutores da Living Bible foram no mínimo desonestos e antiéticos. Dos mais de 30 mil versículos bíblicos, menos de 10 fazem referência, as vezes não clara, ao comportamento homossexual, mas em todos os contextos estão relacionados à prostituição em rituais pagãos, tão abominável quanto à prostituição heterossexual.

    ResponderExcluir
  11. Caro Andrey,

    Notei que você se preocupou muito em demonstrar com argumentos teologicos que o homossexualismo é ligitimo fora das práticas religiosas.

    Façamos um acordo. Vou ler com muita atençao seus comentários e vou postar uma resposta adequada para você.

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!

CHAMADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...